O uso de lasers para remoção de pelos ficou extremamente popular nos últimos anos como um método mais eficaz para a remoção dos pelos de forma permanente. Basicamente, este tratamento envolve a aplicação de um feixe de luz na estrutura onde se deseja eliminar o folículo piloso, que é enfraquecido ou mesmo destruído completamente. Este fenômeno é chamado photothermolysis selectiva e é a destruição de um alvo específico (cromóforo), devido ao aumento da temperatura, que se manifesta na sua estrutura. Há uma transformação de energia luminosa em calor. A principal característica deste fenômeno é sua seletividade.

Portanto, o objetivo é a destruição do pelo local e da área que o circunda. A eficácia do tratamento depende em grande parte da cor da pele e do pelo, bem como da espessura do mesmo, da profundidade e da sua fase de desenvolvimento. Como regra geral, o tratamento é mais eficaz em pacientes com pele clara e pelo escuro, grosso.

Atualmente, o laser Alexandrita é o equipamento mais potente e adequado para tratamentos de depilação. Atinge uma profundidade ótima, permitindo que destrua todos os folículos.

Seu alto poder de concentrar a energia em cada tiro pode alcançar a depilação eficaz em menos sessões do que outros lasers.

Leia também: “Quais as Áreas do Corpo Podem ser Depiladas Com Laser?

Normalmente os pelos tratados caem ou enfraquecem em alguns dias, mas geralmente é necessário repetir o tratamento dentro de algumas semanas para tratar o cabelo que se encontrava em fase de desenvolvimento na primeira sessão.

Depilação a laser é uma técnica que tem muitas vantagens para a sua conveniência e até mesmo redução de custos em comparação com os sistemas convencionais, nos quais você tem que remarcar a cada 20 dias pelo menos para retirar aqueles pelos indesejáveis.

Por este método você pode retirar os pelos em qualquer área do corpo. Normalmente são necessárias 3 a 5 sessões para obter bons resultados. Dependendo do tipo de pele, pelo, e resposta individual do cliente, sem contar que deve-se levar em conta a área de tratamento, na qual podem ser necessárias mais sessões. É também muito adequada para o tratamento de condições tais como hirsutismo ou hipertricoses.

É importante que você faça em um ambiente sanitário, com supervisão médica e com equipamentos de contraste. A limpeza do local é primordial, pois se tratando de pele estamos extremamente vulneráveis, uma vez que a pessoa que utilizou a sala antes de você pode ter alguma dermatite contagiosa.