Uma alimentação saudável e equilibrada é um dos pilares básicos para a manutenção da boa saúde. É também um pré-requisito imprescindível para o bom desenvolvimento físico, mental e social.

Alimentação nos primeiros anos de vida é fundamental por vários motivos. As crianças que se alimentam de forma saudável e equilibrada, tem um adequado desenvolvimento físico e intelectual. Além disso, nesses primeiros anos de vida adquirem muitos dos hábitos e rotinas, incluindo os da alimentação, que os acompanharão pelo resto de sua vida.

Para uma alimentação ser considerada como saudável e equilibrada deve conter os nutrientes e grupos de alimentos, nas quantidades e nas frequências precisas, de acordo com as necessidades de cada pessoa em diferentes etapas da vida. Por esta razão, a primeira chave para uma nutrição adequada em crianças é comer de tudo.

Uma vez passado o período de dois anos e o de introdução de alimentos, as crianças devem ser alimentadas com uma dieta diversificada, onde devem estar incluídos os diferentes tipos de alimentos que fornecem os nutrientes necessários para um desenvolvimento normal.

Temos que levar em conta dois fatores: as crianças não param de desperdiçar energia e estão em constante crescimento. Portanto, é vital que as crianças tenham uma correta nutrição e uma dieta saudável, que deve ser completa e composta por alimentos que promovam a rápida recuperação de energia e desenvolvimento do corpo.

Não devemos esquecer que uma criança que adquire hábitos alimentares saudáveis, dificilmente terá problemas de excesso de peso ou outros distúrbios alimentares, quando adulto. Por isso, é muito importante ter consciência em relação à alimentação das nossas crianças.

Dependendo da aparência e saúde da criança, a quantidade e a necessidade de um ou outro nutriente pode variar, mas geralmente é recomendado que as crianças recebam:

  • Cinco refeições por dia: café da manhã completo, lanche da manhã pequeno, almoço, lanche e jantar.
  • A alimentação deve ser baseada principalmente em carboidratos, que lhe permitam satisfazer o seu altíssimo gasto de energia. Os carboidratos são encontrados em alimentos como pão, massas, cereais, batatas e legumes. O consumo habitual deve ser de 3 a 5 porções por dia.
  • Sua dieta habitual deve incluir duas porções de peixe ou de carne diariamente, já que é uma grande fonte de proteína; duas ou três porções de laticínios (fonte de cálcio e, portanto, fundamental para os ossos); 4 a 5 porções de frutas e vegetais que vão oferecer inúmeras vitaminas e sais minerais para a criança e uma pequena quantidade de gordura, que é sempre recomendada ser proveniente de azeite de oliva.
  • As crianças devem consumir também muita água e líquidos.
  • É comum nesta idade, que muitos pratos e alimentos não os agradem ou “lhes entediem”. Por esta razão, é importante variar o cardápio e apresentá-lo de uma forma divertida. Também é possível camuflar os alimentos que eles menos gostam com outros que os encantem.