A obesidade tornou-se uma verdadeira epidemia, um dos principais desafios da saúde pública. Além do problema estético, a obesidade é um importante fator de risco de sofrer inúmeras doenças no futuro, de morte prematura e de deficiência na vida adulta.

Os maus hábitos alimentares e o sedentarismo são as principais causas do alarmante aumento no número de pessoas obesas. De fato, nos países desenvolvidos, dois terços dos homens estão acima do peso e uma em cada seis pessoas é obesa. Mais preocupante é o aumento alarmante da obesidade infantil, que aumentou 35% na última década.

Todos os especialistas em nutrição dizem que a melhor maneira de combater a obesidade é combinar uma dieta equilibrada e a prática de exercício físico de forma diária. Além disso, existe uma série de dicas e hábitos que serão de grande ajuda para combater a obesidade:

Evite refrigerantes

As pessoas que consomem de forma habitual os refrigerantes são mais propensas a sofrer de obesidade, segundo um estudo publicado pela prestigiada revista New England Journal of Medicine.

Tomar antibióticos com moderação

Desde que você controle o número de antibióticos tomados, já que estes alteram a composição e o correto funcionamento das bactérias que se encontram no trato digestivo, de modo que, eventualmente, pode induzir a obesidade.

Combater o estresse

O estresse afeta as pessoas tanto de forma física como de forma mental e emocional. Também predispõe as pessoas a se tornarem obesas.

Assistir televisão com moderação

A vida sedentária é um importante fator de risco para sofrer de obesidade. Atividades, como assistir televisão é um custo zero de energia, por isso favorece o sobrepeso.

Consuma ameixas, nectarinas e nozes

Trata-se de alimentos que reduzem a fome, ao mesmo tempo, que tem efeitos anti-obesidade, portanto, o seu consumo é altamente recomendável para o nosso organismo.

Não abuse do aquecimento

De acordo com um recente estudo, o abuso de aquecimento favorece o aumento da obesidade. Ao reduzir a exposição ao frio, também se reduz a necessidade que o organismo tem de consumir energia para manter nosso corpo aquecido.

Limitar a luz artificial

O abuso de luz artificial provoca um desequilíbrio entre os ritmos circadianos naturais do organismo e do meio ambiente, o que seria outro fator determinante para o aumento da obesidade no mundo.

Para mais informações sobre este assunto tão importante, recomendamos a leitura dos artigos “As Principais Doenças da Obesidade” e “5 Fatores que Indicam a Obesidade“.