Café pode ajudar a prevenir algumas doenças e ajuda a manter a memória em forma e melhorar o desempenho físico e mental.

O mito de nervosismo e de noites sem dormir está indo para uma vida melhor. As propriedades do café são cada vez mais aceitas por todos os profissionais, pelo menos em doses moderadas.

Assim, o café pode ser um produto natural que pode ajudar a prevenir algumas doenças e contribuir para manter a memória em forma e melhorar o desempenho físico e mental. Aparentemente, o consumo moderado é “recomendado para a saúde” e pode prevenir doenças neurodegenerativas ou mesmo ajudar a proteção contra a diabetes de tipo 2, atrasar o desenvolvimento da doença de Parkinson e ajuda a reduzir o risco de doença de Alzheimer. Além disso, o café contém quatro vezes mais componentes benéficos para a saúde do que outras bebidas de origem natural, por causa da grande quantidade de antioxidantes que podem afetar o retardamento do processo de envelhecimento. Além disso, duas de xícaras de café por dia ajudam a manter a concentração e agilidade mental.

Leia também: “Café Previne Parkinson e Alzheimer“.

A cafeína estimula o sistema nervoso, facilitando a coordenação, melhora seu humor e sua motivação. Também aumenta a energia, resistência e velocidade, e, portanto, reduz a fadiga.

Reduz o risco de desenvolver câncer. Pessoas que bebem mais de quatro xícaras de café por dia são menos propensas a desenvolver câncer de cólon e reto, pois inibe a secreção de ácidos biliares, que são os precursores da doença.

Reduz o risco de mal de Parkinson. Análise de controle estabeleceu que o risco desta doença é cinco vezes menor naqueles que tomam café.

Melhora a asma e as alergias. A cafeína dilata os brônquios, combate os ataques de asma e outras alergias. Ainda hoje, a cafeína é uma das principais substâncias em muitos medicamentos para problemas respiratórios.

Reduz o risco de desenvolver diabetes. Café reduz o risco de diabetes tipo 2, porque a cafeína é um estimulante de células pancreáticas, onde a insulina é necessária para o corpo.

Reduz o risco de desenvolver cirrose. Pessoas que bebem café têm cinco vezes menos probabilidade de desenvolver cirrose hepática ou reduzir a mortalidade caso o paciente já esteja doente.

Reduz o risco de desenvolver a doença de Alzheimer. A probabilidade de contrair esta doença é grandemente reduzida com a ingestão de café. Da mesma forma, pacientes em tratamento têm mostrado uma melhora considerável na retenção da memória.

Diminui a depressão. O consumo moderado de café ajuda a lidar com a doença, é um estimulante natural que fornece energia.

Desperta a atenção, concentração e memória de curto prazo. Porque tem efeitos benéficos sobre a transmissão neural. Ao aumentar a atividade mental, possivelmente você perderá o sono, embora algumas pessoas fiquem com sono ou tenham sonhos vívidos.

Reduz a dor de cabeça. O café pode diminuir ou eliminar a dor de cabeça, isto é devido à tensão do sangue do cérebro que pode dilatar os vasos e reduzir a intensidade da dor.

Impede a formação de coágulos sanguíneos. Vários estudos têm mostrado que o café não aumenta a pressão arterial, nem afeta a frequência cardíaca ou causa ataques cardíacos.

Antioxidantes. Estas propriedades evitam a deterioração das células no corpo e o processo de envelhecimento.

Diurético. É uma ajuda para resolver o problema de prisão de ventre.

• É uma excelente fonte de potássio, magnésio e fluoreto.

Como Comprar o Melhor Café:

Os grãos de café da América Central são mais leves e com sabor mais suave que o café da Indonésia. O café arábico dos países da América Central, cultivado em altitudes elevadas, é muito equilibrado em corpo e sabor.

Os cafés do Brasil tem mais corpo do que os cafés da América Central. O café da América do Sul também tem um forte sabor e aroma característico. Muitos atribuem essas características diferenciais a baixas latitudes, onde o café é cultivado.

Indonésia: Os cafés são encorpados, aroma rico, e baixa acidez. Apesar da sua raridade no mercado, este café geralmente não é nada caro.

Cafés africanos têm um sabor muito particular. Café da Etiópia e do Quênia são relativamente leves, mas com um aroma forte. Eles tendem a ser mais caros.

Cafés Mais Populares:

  • Excelso de Medellin: de todos os colombianos é menos ácido e tem um bom corpo. Por sua maciez e sabor de noz é um delicioso café.
  • Blue Mountain (Jamaica). É o mais caro, dos procurados e deliciosos cafés. Muito pouco é produzido e exportado em barris de madeira 70 kg.
  • Java. Café de grande prestígio e difícil de obter. É assado quando maduro, adquirindo um sabor levemente defumado que o torna único.
  • Quênia. Café famoso por seu forte sabor, aroma e acidez pronunciada.
  • Guatemala. Excelente conjunto de cafés. Os melhores são os que são cultivados para mais de 1200 metros.
  • Etiópia Moka. Qualidade excepcional. É cultivado na Etiópia, berço do café.
  • Kona (Hawaii). Prestigiado café encorpado, profundo e rico aroma, complexo e fino.
  • Mysore. Corpo com sabor de café rico. É cultivado no sul da Índia. Com a mistura de café mocha, um produto muito cobiçado, chamado Moka Mysore.
  • Nicarágua. O café é popular por suas características não ácidas. Muito apropriado para misturas de café.
  • Santos do Brasil. Cultivado na região de São Paulo, é um café de alta qualidade e baixa acidez.
  • Sumatra. É cultivado nas Índias Orientais Holandesas, com características semelhantes às do café Java. É forte sabor e baixa acidez.
  • Tanzânia Kilimanjaro. Cultivado na área de Kilimanjaro. Sabor mais forte do que o centro norte-americano.