As algas têm sido tradicionalmente consumidas na Ásia por décadas e nos últimos anos têm ganhado popularidade no Ocidente.

É um alimento nutricionalmente denso, que contém uma série de vitaminas e minerais, fito químicos e ácidos graxos ômega-3 e, dependendo da classe contém diferentes níveis de nutrientes.

Vitaminas

As algas são ricas em vitaminas solúveis em água, tais como a tiamina, riboflavina, niacina, B6 e C. As três primeiras vitaminas são importantes para a conversão dos alimentos em energia, a vitamina B6 é essencial para o metabolismo de proteínas e aminoácidos, e a vitamina C é um antioxidante, importante na cicatrização de feridas e na síntese de colágeno.

As algas também contém a vitamina lipossolúvel A, que desempenha um papel importante na visão, na função imunitária e na saúde dos ossos. As algas pardas são normalmente mais ricas em vitaminas e minerais.

Minerais

As algas são uma rica fonte de iodo, ferro, potássio e cálcio. O iodo é um mineral muito importante, já que além das algas, a única fonte significativa, são frutos do mar e peixes.

Os vegetarianos e as pessoas que não consomem regularmente peixe, portanto, se encontram em risco de deficiência de iodo e as algas são um substituto ideal.

O iodo é importante para a função da tireoide, o potássio ajuda a reduzir a pressão sanguínea, o ferro é essencial para os glóbulos vermelhos do sangue, e o cálcio é o principal mineral que se encontra nos ossos.

Fibra

As algas são uma boa fonte de fibra, um nutriente que pode ajudar a controlar o peso, melhorar a saúde intestinal e proteger contra doenças crônicas. Recentemente descobriu-se que um tipo de fibra: alginato se encontra nas algas castanhas e podem ser particularmente eficazes no tratamento da obesidade.

Ácidos Graxos Ômega-3

Os ácidos graxos ômega-3 são um tipo de gordura que têm sido associadas com vários benefícios à saúde, incluindo a proteção contra doenças cardíacas. A principal fonte de EPA e DHA são os óleos de peixe, os peixes e as algas.