O que é agranulocitose?

Redução da quantidade normal de glóbulos brancos (granulócitos ou neutrófilos) na corrente sanguínea.
Estas são as primeiras células que nos defendem de infecções bacterianas. Pode ocorrer em qualquer idade, em ambos os sexos.

Causas:

Qualquer pessoa que impede a produção de granulócitos (glóbulos brancos). A causa mais comum é uma reação adversa a medicamentos ou produtos químicos, incluindo: medicações anticâncer, anticonvulsivantes, anti-histamínicos, antitireoidiano, medicações com arsênico, cloranfenicol, dibenzepina, indometacina, nitrofurantoína, óxido nítrico, fenotiazinas, fenilbutazona, procainamida, sulfonamidas, penicilinas sintéticas e diuréticos tiazídicos. Embora nem todos possam ocorrer com igual probabilidade.

Também ocorre após intoxicação industrial com solventes orgânicos como o benzeno.

Sintomas:

Febre.
Dores.
Dor de garganta.
Úlceras (especialmente na boca e garganta) que não produzem pus e não curam.

Quaisquer sinais de infecção em alguém que teve a agranulocitose pode ser um sintoma de recaída.

Fatores de risco:

Fatores genéticos. Uma forma rara a agranulocitose, é herdada.

Evitar recaídas, não tomar nenhum medicamento suspeito de ter causado agranulocitose anteriores. Não tome nenhum medicamento sem que seja absolutamente necessário.

Prevenção:

O diagnóstico é feito pela histórico e exame físico por um médico.

Um histórico de medicamentos ou se entrou em contato com produtos químicos deve ser discutido, é de grande ajuda para orientar o diagnóstico.

Diagnóstico e tratamento:

O diagnóstico é feito pelo histórico e exame físico por um médico.

Medidas Gerais: hospitalização durante a fase aguda é muitas vezes necessária. Após internação, recomendamos:

Higiene pessoal escrupulosa.

Mantenha sua boca limpa com lavagens frequentes com água morna e sal, ou gargarejo com água oxigenada (peróxido de hidrogênio).

Tenha muito cuidado com sua higiene oral. Escovar os dentes com uma escova muito macia para evitar a irritação da gengiva.

Evitar o contato com agentes agressivos, tais como produtos químicos de limpeza, colas, inseticidas, adubos, terebintina e outros.

Medicação: o seu médico poderá prescrever antibióticos por via intravenosa ou oral, se a contagem de células for muito baixa.

Prescrição de lítio para estimular a medula óssea a produzir mais granulócitos.

Remova qualquer medicamento suspeito de causar agranulocitose.

Atividade: repouso na cama durante a fase aguda. Retornar as suas atividades normais quando os sintomas sumirem.

Possíveis complicações:

Danos nos rins.

Infecções perigosas, por vezes fatais (bactérias, fungos, vírus ou outros), resistente ao tratamento.

Informe o seu médico se o seguinte ocorrer após o tratamento:

Qualquer sinal de infecção, especialmente a febre.
Pés e tornozelos inchados.
Dor ao urinar ou diminuição da micção em 1 dia.
Quaisquer novos sintomas inexplicáveis. As medicações utilizadas neste tratamento podem produzir efeitos secundários.

Prognóstico:

Dependendo da causa, pode ser curada com tratamento agressivo.