Candida Albicans é um organismo generalizado. Normalmente se encontra em pequenas quantidades no trato vaginal, digestivo, boca e pele, sem causar doenças ou sintomas (cerca de 25% das mulheres tem esse organismo presente sem causar sintomas).

Denominação

  • Candidíase
  • Fungo Vaginal
  • Vaginite monilial
  • Infecção vaginal por fungos

Definição

A candidíase é uma infecção vaginal causada por um organismo fúngico (levedura) que se chama Candida Albicans.

Sintomas

  • Corrimento vaginal anormal, espesso, branco (como leite azedo).
  • Coceira e irritação vaginal.
  • Vermelhidão da vulva.
  • Dor ao urinar.
  • Dor durante o coito.

Causas e Fatores de Risco

Os sintomas de uma candidíase aparecem quando cresce o número de fungos causando um desequilíbrio em relação a outros organismos que normalmente existem na vagina. Estes fungos geralmente aparecem depois de um tratamento com antibióticos que foram prescritos para outra finalidade, porque os antibióticos alteram o equilíbrio normal dos organismos na vagina. Podem também ocorrer em associação com outras doenças, tais como diabetes, a gravidez, a pílula ou problemas que afetam o sistema imunológico (SIDA ou HIV).

O sintoma mais comum desta infecção é o prurido vaginal ou labial (prurido). À vezes, há um corrimento esbranquiçado vaginal. O exame físico irá mostrar uma inflamação na vagina e placas brancas e secas na parede da vagina.

A candidíase vaginal não é considerada uma doença sexualmente transmissível, porém 12% a 15% dos homens adquirem sintomas tais como coceira e irritação no pênis após a relação sexual com a parceira infectada.

Deve se seguir de perto o desenvolvimento de candidíase vaginal, para as infecções que não se referem ao tratamento ou que se repetem após o tratamento, pode ser o primeiro sinal ou, pelo menos, um sinal de que o indivíduo está infectado com o vírus HIV.

Mulheres e homens com HIV que desenvolveram AIDS podem ter se espalhado de infecção por cândida, incluindo candidíase oral (na boca), candidíase esofágica (no esôfago) e candidíase cutânea (na pele).

Prevenção

Evite a umidade excessiva, calcinhas ou meia-calça muito apertadas, lavar as roupas de ginástica após cada utilização.

Análise e Teste

É realizado um exame pélvico, que deve mostrar a inflamação da pele da vagina e vulva. Na visão microscópica de corrimento vaginal é onde a Cândida é detectada.

Tratamento

O tratamento pode ser iniciado por si mesma, com creme vaginais de miconazol ou clotrimazol. Os sintomas persistentes devem ser avaliados por um ginecologista.

Prognóstico

Os sintomas geralmente desaparecem completamente com o tratamento adequado.

Complicações

Infecções crônicas recorrentes podem ocorrer.

Quando Consultar um Médico:

  • Procure o médico se é a primeira vez que tem sintomas de fungo vaginal, ou você não tem certeza de que tem o fungo.
  • Procure o seu médico se os sintomas não desaparecem com o tratamento com cremes vaginais, ou se apresentarem outros sintomas.