Mulheres que desenvolvem diabetes durante a gravidez e tratam da forma correta a doença dão à luz crianças saudáveis.

O diabetes gestacional, é um problema que afeta 3% a 7% das mães, muitas vezes é diagnosticada na metade da gestação e na maioria dos casos desaparece após o nascimento.

A conclusão foi dada por um grupo de cientistas australianos, que avaliaram 1.000 mulheres grávidas com este problema. Durante o terceiro trimestre de gestação foram divididas em dois grupos, enquanto que metade do problema foi controlado através de dieta, insulina e monitorização periódica dos níveis de açúcar no sangue, enquanto o resto recebia apenas de rotina pré-natal.

Embora as complicações pós-parto eram incomuns, eram quatro vezes mais em filhos de mulheres que não haviam sido tratadas. Especificamente, a porcentagem de bebês que desenvolveram complicações no parto de fraturas ósseas e lesões nervosas à morte foi de 1% no grupo de tratamento versus 4% no grupo controle. Nenhuma criança morreu quando sua mãe tinha sido tratada por causa de sua diabetes.

Terapia para controlar o açúcar no sangue em excesso também ajudou a reduzir a percentagem de bebês nascidos com peso acima do normal.

Dr. Michael Greene, especialista em obstetrícia no Hospital Geral de Massachusetts (EUA), diz que o estudo “fornece uma evidência tão esperada para apoiar a utilização de métodos de diagnóstico e tratamento para mulheres em risco”.