O que é fissura anal?

Fissura ou esgarçamento do tecido anal. Afeta todas as idades, mas é mais comum em lactantes, crianças jovens e adultos com mais de 60 anos. Ela afeta mais mulheres do que homens.

Causas:

Fissura do tecido anal causada pela passagem de fezes duras e volumosas.

Sintomas:

Dor ao passar fezes duras ou volumosos.

Trilhas de sangue no papel higiênico, roupas e fraldas.

Comichão no reto.

Fatores de risco:

Constipação.

Prevenção:

Evitar constipação por:

A ingestão de pelo menos 8 copos de água por dia.

Uma dieta rica em fibras.

O uso de laxantes.

Não forçar para expelir as fezes.

Diagnóstico e tratamento:

Diagnóstico: Histórico e exame físico pelo seu médico. O exame do ânus e reto com um sigmoidoscópico ou anuscopia para afastar outras causas.

Tratamento:

O tratamento médico.

A cirurgia para remover a fissura ou para alterar o músculo que se contrai e impede a cicatrização.

Geral: Tomar certas medidas com as crianças para ajudar a prevenir a constipação durante a cura das fissuras:

Com crianças: Antes de deitar, pegar um enema com óleo mineral comum. Cuidadosamente insira a ponta e injetar um pouco de óleo mineral no reto do bebê.

Repita na manhã seguinte. Se não houver movimento intestinal, repetir ao meio-dia.
Depois que o movimento intestinal passou, cuidadosamente limpar o ânus com algodão e água.

Com crianças mais velhas e adultos.: Cuidadosamente injetar óleo mineral no reto. Você pode usar uma toalha para lavar o excesso de óleo durante a noite.

Para aliviar os espasmos musculares e dor ao redor do ânus, aplique uma toalha quente na área.

Banhos também aliviam a dor.

Medicação: Para dor leve, você pode aplicar medicamentos como o paracetamol ou anestésicos tópicos.

Depois do banho, aplicar pomadas contendo óxido de zinco para ajudar a curar a ruptura.

Possíveis complicações:

Cicatrizes permanentes, o que impede os movimentos intestinais normais.

Prognóstico:

A maioria dos adultos recuperam após o tratamento, evitando a cirurgia.

Quase todos os bebês e crianças pequenas se recuperam depois do movimento intestinal acontecer.