A escoliose é uma curvatura anormal lateral da coluna vertebral, vista por trás, a coluna vertebral de uma pessoa com escoliose pode parecer mais um “S” ou “C”. Muitas vezes a causa é desconhecida e é chamada de escoliose idiopática, que é classificada de acordo com a idade, também existe a escoliose congênita, quando as vértebras ou as costelas do bebê não se formam corretamente ou a escoliose neuromuscular, causada pelo sistema nervoso.

Com base na sua convexidade as escolioses, podem ser divididas em:

  • Dextroscoliosis, tem uma convexidade no lado direito.
  • Levoscoliosis, tem uma convexidade no lado esquerdo.

Embora os pacientes mais jovens sejam menos susceptíveis de sofrer dor, pois ela é frequentemente comum na idade adulta, especialmente se a escoliose é deixada sem tratamento. A dor pode ocorrer porque os músculos tentam se adaptar à forma da coluna vertebral e ocorrendo frequentemente espasmos musculares, incluindo a capacidade pulmonar diminuída, e que exerce pressão sobre o coração, e há restrição de algumas atividades físicas.

Os sintomas da escoliose incluem: musculatura desigual, corcova, escápula proeminente dependendo do tipo de escoliose, altura da anca e do ombro desigual, distância desigual entre os braços e o corpo e nervos de ação lenta.

Leia também: “Escoliose – Como Evitar a Escoliose“.

Alguns Tratamentos Conhecidos Para a Escoliose

Tratamento para Escoliose em Crianças: Você pode corrigir permanentemente os casos de escoliose idiopática infantil, aplicando uma série de moldes de gesso, que ajudam a corrigir os ossos moles do bebê.

Método quiroprático: A quiropraxia convencional tem algum sucesso no tratamento da escoliose de natureza neuromuscular, utilizam-se técnicas de mobilização articular e exercícios terapêuticos para aumentar a força e a flexibilidade do paciente. Eles também usam a eletroestimulação, que ajuda a reduzir os espasmos musculares e fortalecer os músculos atrofiados.

Método Schroth:O método Schroth é uma terapia física não-invasiva, que tem sido usada com sucesso na Europa desde a década de 1920. O método baseia-se na correção de assimetria muscular e desequilíbrios de força, que são corrigidos em parte, através de exercícios específicos.

Cirurgia Para Escoliose: A cirurgia de fusão vertebral é a mais amplamente utilizada nos casos de escoliose, mediante a um osso afetado ou uma fusão enxertada para as vértebras, de modo que quando curada, se forma um osso sólido e a coluna torna-se mais rígida.