A osteoporose é uma doença que se caracteriza por uma diminuição da densidade óssea, o que leva a ter ossos porosos e frágeis, provocando fraturas frequentes dos mesmos.

O osso normal é composto de proteína, colágeno e cálcio, que oferecem resistência à sua própria estrutura, mas aqueles que são afetados pela osteoporose podem se quebrar com pequenas lesões que normalmente não causariam fratura a um osso normal.

A coluna vertebral, o quadril, as costelas e os pulsos são áreas comuns de fraturas ósseas devido à osteoporose, embora possam ocorrer em qualquer osso do esqueleto.

Fatores Que Podem Causar Osteoporose

  • Ser do sexo feminino, raça europeia ou asiática, e com uma estrutura corporal magra e pequena.
  • Ter antecedentes familiares de osteoporose e um histórico de fraturas na idade adulta.
  • O consumo excessivo de tabaco e álcool.
  • Falta de exercício ou imobilidade.
  • Dieta baixa em cálcio, má nutrição e má saúde geral.
  • Má absorção, como na doença celíaca.
  • Baixos níveis de estrogênio em mulheres, a menopausa ou remoção cirúrgica dos ovários.
  • Baixos níveis de testosterona nos homens.
  • Quimioterapia que pode causar menopausa precoce devido aos seus efeitos tóxicos sobre os ovários.
  • Amenorreia ou perda da menstruação em mulheres jovens, e associada a baixos níveis de estrogênio e osteoporose.
  • Inflamação crônica devido a doenças crônicas, como a artrite reumatoide ou doença hepática.
  • Hipertireoidismo e hiperparatireoidismo.
  • Falta de vitamina D.
  • Alguns medicamentos usados em longo prazo, tais como heparina, prednisona ou medicamentos anticonvulsivantes.

Sintomas da Osteoporose

A osteoporose pode estar presente sem nenhum sintoma durante décadas, até que ocorrem fraturas ósseas dolorosas, já que o sintoma associado com as fraturas osteoporóticas é normalmente dor, dependendo da localização da fratura, e sendo semelhantes os sintomas em homens e mulheres.

As fraturas da coluna vertebral podem causar dor colateral severa, que irradia até a parte posterior dos lados do corpo. As fraturas da coluna vertebral repetidas podem conduzir a dor nas costas crônica, perda de altura e curvatura da coluna vertebral, devido ao colapso das vértebras na parte superior das costas, muitas vezes chamado de “corcunda de viúva”, já que geralmente se observa em mulheres de idade avançada.

Uma fratura que ocorre durante o curso da atividade normal é chamada de fratura por estresse, que em pessoas que padecem de osteoporose podem sofrê-la nos pés enquanto caminham ou descem as escadas.

Leia também: “Fraturas Por Estresse: O Que São e Como Evitá-las“.

Muitas pessoas podem sofrer fraturas de quadril, que ocorrem como resultado de uma queda, mas com a osteoporose, as fraturas de quadril podem ocorrer como resultado de deslizamentos ou pequenas quedas, embora, neste caso, possam levar algum tempo para curar ou causar problemas após cirurgia devido à má cicatrização do osso.

As fraturas osteoporóticas causam muita dor, diminuição da qualidade de vida e invalidez, já que 30% dos pacientes afetados por uma fratura de quadril requerem cuidados domiciliares em longo prazo.

Alguns pacientes idosos podem desenvolver pneumonia e coágulos de sangue nas veias das pernas que podem se mover para os pulmões, causando uma embolia pulmonar, devido ao repouso prolongado na cama após a fratura de quadril.

A osteoporose tem sido associada a um maior risco de morte, já que cerca de 18% das mulheres com uma fratura de quadril morrem dentro de um ano como consequência indireta da fratura, também, quando uma pessoa sofreu uma fratura da coluna por osteoporose, tem um risco muito alto de sofrer outra fratura nos próximos anos, especialmente em mulheres na pós-menopausa.