Algumas pessoas mesmo querendo, não podem seguir uma dieta equilibrada e comer o que quiserem. Pessoas alérgicas ao glúten por exemplo, tem esse problema, que é chamado de doença celíaca: que é a intolerância ao glúten.

A doença celíaca é uma doença auto-imune que impede de comer glúten. Quando o indivíduo afetado ingere esta substância é gerada uma resposta inflamatória no intestino delgado e, portanto, uma redução na absorção de nutrientes dos alimentos e o início de doenças associadas.

O glúten é uma proteína encontrada nos cereais: trigo, cevada, centeio e aveia. Isto significa que, ela está presente em cerca de 70% dos alimentos transformados.

A doença celíaca em si não é um problema. Pessoas com doença celíaca podem levar uma dieta variada, sem dificuldade, pois há abundância de grãos desprovidos de glúten. O tratamento para a doença celíaca é a mudança para uma dieta livre de glúten, mas comer sem essa proteína é muito difícil, devido à falta de celíacos para garantir produtos próprios seguros e acessíveis.

Da mesma forma, na maioria dos casos os portadores da doença não têm apoio financeiro para cobrir os custos crescentes. Os alimentos específicos são até 5 vezes mais caros do que os que contém glúten tradicional e não estão disponíveis em todos os supermercados, embora haja crescente demanda por estes tipos de produtos.

Além disso, a doença celíaca é uma condição que pode passar despercebida, uma vez que apenas uma pequena fração dos pacientes foram diagnosticados. Um celíaco diagnosticado que seguir ao longo da sua vida com uma dieta livre de glúten, vai se tornar uma pessoa saudável mesmo com a condição celíaca.