O que é síndrome da morte súbita infantil?

A Síndrome da Morte Súbita Infantil (SMSI), também conhecida como “morte no berço”, refere-se à morte súbita e inesperada de um bebê, que estava aparentemente saudável.

Geralmente ocorre em crianças de um mês a um ano de idade, mas é mais provável que aconteça durante os primeiros quatro meses de vida. Estudos recentes mostram que estes casos são mais comuns em meninas do que meninos, e ocorrem mais durante o outono, inverno e início da primavera.

Fatores de risco:

Um dos principais fatores de risco, é a posição em que o bebê dorme. Até os anos setenta, era comum as crianças dormirem de costas pra baixo e o número de mortes de berço foi baixa. No entanto, após o pediatra começar a colocar os bebês prematuros de bruço, pois esta posição pareceu melhorar a respiração e reduziu o risco de broncoaspiração, se o bebê vomita. Finalmente, a prática se espalhou para os bebês nascidos no tempo certo.

Embora em 1986, foi comparado as taxas de “morte no berço” em diferentes comunidades, foram encontrados índices mais baixos nos lugares onde as crianças dormiam viradas para cima.

Outro fator que pode levar a essa síndrome, é uma mãe que fuma durante a gravidez (também aumenta o risco do bebê ser prematuro ou ter baixo peso). O risco é duas vezes maior para os bebês nascidos de mães não-fumantes que começam a fumar após o nascimento, e três vezes maior se você fuma durante e após a gravidez. Este risco pode aumentar com o número de cigarros fumados, o mesmo se a mãe e o pai fumam, este hábito não deve estar presente durante a gravidez e nem nos primeiros meses de vida do bebê.

Prevenção:

 

  • Coloque o seu bebê de costas ou de lado (se não houver uma recomendação do seu médico para dormir de bruços, o que poderia acontecer se a criança sofre de refluxo gastroesofágico grave ou malformações craniofaciais).

 

 

  • Não fumar durante e após a gravidez.

 

 

  • Proporcionar um ambiente livre de fumaça de cigarro.

 

 

  • Use um colchão firme no berço.

 

 

  • Não coloque almofadas, bichos de pelúcia, cobertores ou mantas muito grossas no bebê.

 

 

  • Amamente seu bebê, pois isso o mantém saudável.

 

 

  • Não sobreaqueça seu bebê, com casacos e com roupa demais.

 

 

  • Não mantenha seu quarto muito quente (se a temperatura é agradável para você, provavelmente é para o seu bebê).

 

 

  • Se seu bebê tiver febre não coloque mais roupa, melhor remover algumas peças por causa do calor.

 

 

  • Se você acha que seu bebê está com algum problema, não hesite em consultar o seu médico.

Felizmente, já existem alguns dispositivos, como monitor respiratório de crianças, que podem ajudar a prevenir a morte no berço, em seguida, notificar quando o bebê tem uma apneia (parada respiratória).

O aparelho monitora eletronicamente o detector de movimento respiratório do bebê que é colocado debaixo do colchão. Isso aponta os movimentos com um som e um pequeno foco verde piscando. Não há contato com a pele do bebê.

Se o movimento e respiração do bebê é interrompida por um período superior a 20 segundos, ele soa um alarme alto e uma luz vermelha.