O que é traumatismo crânio-encefálico?

Ferimentos na cabeça, com ou sem perda de consciência ou de outros sinais visíveis. Ela afeta ambos os sexos em qualquer idade.

Causas:

Acidentes. O mais grave é a causa de acidentes de trânsito.

Sintomas:

Depende da importância do trauma. Os sinais e sintomas podem incluir uma ou todas as seguintes características:

Sonolência ou confusão.
Náuseas e vômitos.
Visão turva.
Períodos de perda de consciência (temporária ou em longo prazo).
Amnésia ou vazamentos de memória.
Irritabilidade.
Dor de cabeça.
Se a pele estiver machucada, sangramento no couro cabeludo.

Fatores de risco:

O consumo excessivo de álcool.
Condução imprudente.
Não usar o equipamento necessário de proteção (capacetes para motociclistas e de cintos de segurança para os motoristas).

Esportes de contato, especialmente futebol e boxe.
Doenças convulsivas.

Prevenção:

Se dirigir, não beba.
Use capacete para a cabeça de esportes de contato, motociclismo e ciclismo.
No carro, use o cinto.
No carro, coloque as crianças em assentos de segurança.

Diagnóstico e tratamento:

Diagnóstico: Histórico e exame físico por um médico após uma pancada na cabeça.
Análise de sangue e no líquido cefalorraquidiano.
Raio X do crânio e do pescoço.
Tomografia computadorizada ou ressonância magnética da cabeça e pescoço.

Tratamento: O tratamento médico.
Hospitalização para observação, quando os sinais e sintomas são severos.
Pode exigir cirurgia.

Medidas gerais: O significado da lesão só pode ser determinado após uma análise cuidadosa e observação.
Após o exame médico, a pessoa afetada pode ser enviada para casa, desde que tenha alguém responsável para lidar com ela e controle da gravidade dos sintomas.

As primeiras 24 horas após a lesão são críticas, apesar de consequências sérias podem ocorrer mais tarde. Se você está controlando o paciente, acordá-lo a cada 2 horas durante 24 horas ou como requisitado pelo médico.

Informe o seu médico se qualquer um dos seguintes sintomas ocorrerem:

Vômitos.
Incapacidade de movimentar os braços e as pernas da mesma maneira em ambos os lados.
A febre sobe acima de 37,8°C.
Torcicolo.
Convulsões.
Inquietação.
Forte dor de cabeça que persiste após 4 horas da lesão.
Confusão.

Medicação: Não administrar qualquer medicação, até mesmo aspirina, paracetamol ou até que o diagnóstico seja estabelecido.

Atividade: O paciente deve ficar na cama até que o médico decida que o perigo passou. Em seguida, eles podem retomar as atividades normais como os sintomas melhoram.

Dieta: Total de líquido até que o perigo tenha passado.

Possíveis complicações:

Sangramento sob o crânio (hematoma subdural e hemorragia).
Sangramento no cérebro.
Medula espinhal ou as lesões medulares.

Prognóstico:

Muito depende da extensão do dano. Costuma-se curar com a detecção precoce de sinais de alarme e tratamento. As complicações podem ser fatais ou causar invalidez permanente.