Dietas ricas em proteínas, passam por um “boom” raramente já visto. Há milhões de pessoas que se juntaram na dieta da proteína. No entanto, mais uma vez, é importante lembrar porque é arriscada.

Embora as proteínas sejam essenciais na constituição do corpo, o consumo excessivo das mesmas, acarretará uma sobrecarga dos órgãos vitais, que podem sofrer alterações em suas funções. Por favor, note que os efeitos adversos das dietas ricas em proteínas podem colocar sua saúde em risco.

As dietas ricas em proteínas prometem uma espetacular perda de peso, em pouco tempo, graças à severa restrição de carboidratos e gorduras. Basicamente, trata-se de uma dieta desequilibrada, pois nesta dieta, consome-se proteína acima de 15% da ingestão total de calorias diárias recomendadas.

Isto é feito à custa de uma redução drástica no consumo de carboidratos e gorduras. Assim, o corpo é forçado a recorrer aos depósitos de gordura para obter energia. Veja mais em “O Que Mais Engorda Carboidratos ou Gordura?“.

Embora isso possa ser eficaz para perda de peso em curto prazo, em longo prazo, afeta funções vitais do organismo com uma sobrecarga dos rins e do fígado que podem sofrer consequências importantes. Ao mesmo tempo, tem efeitos adversos sobre as funções do organismo que dependem de um fornecimento adequado de gorduras e carboidratos.

Os órgãos mais vulneráveis a esta restrição são os músculos e o cérebro. Assim, este tipo de dieta afeta tanto o seu físico, como o seu psíquico, sendo usual a fadiga e a deterioração no desempenho global do indivíduo.

Lembre-se, uma dieta equilibrada é o mais seguro passaporte para alcançar o corpo desejado, sem afetar a sua saúde.