Dieta potencialmente perigosa.

O hormônio de HCG é uma substância orgânica natural e que, além das suas próprias funções, foi utilizado para a perda de peso. No entanto o emagrecimento como uma de suas supostas vantagens, sendo ele produto principal, torna a dieta potencialmente perigosa.

Segundo os defensores desta dieta, o HCG faz você perder peso, reduzir os desejos por comida, sem sensação de fraqueza ou cansaço. Apesar destes supostos benefícios, estudos recentes foram capazes de desmentir tais teorias.

Embora a dieta com HCG tenha sido famosa na década de 50, como o passar do tempo eles estavam sempre com propriedades de emagrecimento controversas. Hoje, embora ainda consumido para a perda de peso, sabe-se que essa dieta é potencialmente perigosa.

Um dos hormônios envolvidos no processo de gravidez é o hormônio gonadotrofina coriônica humana (HCG).

Após alguns estudos começaram a usá-lo como um produto natural para perda de peso, e passou a ser consumido juntamente com uma dieta muito restrita, cerca de 500 calorias apenas.

Embora este hormônio seja aprovado como um medicamento para o tratamento de infertilidade feminina, não existem estudos que comprovem que para perda de peso seja eficiente.

Mesmo porque em o seu prospecto e/ou etiqueta diz que, “não há resultados substanciais que indicam que esse hormônio aumenta a perda de peso além de restrição calórica, que melhora a distribuição de gordura, ou que diminui a fome”.

Por tudo isso, é importante estar alerta e antes de iniciar uma dieta HCG para perder peso, pense duas vezes e consulte o seu médico. Por outro lado, lembra-se que o consumo de HCG pode causar efeitos adversos sobre a saúde.

Infelizmente, algumas provas já foram apresentadas à órgãos de estudos que analisaram a eficácia do hormônio HCG, mas ainda são inconsistentes ou incertas para a liberação de uma dieta baseada em tal hormônio, apesar de haver liberação para tal tratamento em casos de obesidade e sobrepeso.

Lembre-se, perder peso para estética pode ser importante, mas a sua saúde e qualidade de vida devem ser uma prioridade constante. Portanto, não se deixe cegar por falsas promessas e resultados milagrosos. O que realmente faz efeito é uma dieta consciente e a prática de exercício físico com acompanhamento sistemático de um profissional médico ou nutricionista.