O QUE É?
Loxapina é usado para tratar doenças nervosas, mentais e emocionais.

Se alguma das informações e dicas contidas neste artigo de saúde lhe causa preocupação especial ou quiser mais informações sobre o seu medicamento e sua utilização, consulte o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico. Lembre-se de manter este e todos os outros medicamentos fora do alcance das crianças e nunca compartilhar seus medicamentos com os outros.

ANTES DE USAR
Converse com seu médico sobre os possíveis efeitos colaterais deste medicamento.

Alguns podem ser graves ou permanentes.

Por exemplo, discinesia tardia (uma perturbação do movimento) pode ocorrer e pode não desaparecer após parar de tomar o medicamento.

Informações importantes:

Informe o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico se. . .

  • é alérgico a algum medicamento, prescrito ou não;
  • estiver grávida ou se planeja engravidar durante o uso deste medicamento;
  • estiver amamentando;
  • está tomando qualquer outro medicamento prescrito ou não;
  • tiver outros problemas médicos; especialmente o alcoolismo ou a doença de fígado.

Posologia
Este medicamento pode ser tomado com alimento ou um copo cheio de água ou leite para reduzir a irritação no estômago.

O medicamento líquido deve ser misturado com suco de laranja, pouco antes de tomar para tornar mais fácil a sua ingestão.

Não tome mais do medicamento, por mais tempo do que previsto.

Se você esquecer uma dose deste medicamento, deve tomá-la assim que possível.

No entanto, se estiver perto da dose seguinte, salte a dose esquecida e retome seu esquema posológico regular. Não tome doses duplas.

Para guardar este medicamento:

Mantenha fora do alcance das crianças. Armazene longe do calor e da luz direta. Não guardar comprimidos ou cápsulas do medicamento no banheiro, perto da pia da cozinha, ou em outros lugares úmidos. Calor ou umidade podem alterar o medicamento. Evite congelar a forma líquida do medicamento. Não guarde medicamentos desatualizados ou medicamento não mais necessários. Certifique-se de que está descartada qualquer medicamento fora do alcance das crianças.

PRECAUÇÕES
Seu médico deve verificar o seu progresso em visitas regulares, especialmente durante os primeiros meses de tratamento com este medicamento.

Este medicamento aumentará a influência do álcool e outros depressores do sistema nervoso central (medicamentos que retardam o sistema nervoso, podendo causar sonolência). Consulte o seu médico antes de tomar calmantes, como ao usar este medicamento.

Este medicamento pode fazer com que algumas pessoas se tornem mais sonolentas e menos alerta do que são normalmente. Mesmo se você tomar este medicamento antes de dormir pode sentir sonolência ou menos alerta ao despertar.

Certifique-se de que você reage bem a este medicamento antes de conduzir ou utilizar máquinas ou realizar outras tarefas que exijam estar alerta.

Não pare de tomar esta medicação ou reduza a quantidade que está tomando sem primeiro consultar o seu médico.

Seu médico pode querer reduzir gradualmente a quantidade que você está tomando antes de parar completamente.

EFEITOS COLATERAIS
Os efeitos colaterais que devem ser comunicados imediatamente ao seu médico:

Pare de tomar loxapina e obtenha ajuda de emergência imediatamente se perceber algum dos seguintes efeitos secundários:

Raros – apreensões, respiração difícil ou rápida, batimento cardíaco acelerado ou irregular, febre (alta) pressão alta ou baixa, aumento da sudorese, perda do controle da bexiga, rigidez muscular (grave) fadiga ou fraqueza; pele pálida.

Consulte o seu médico imediatamente se qualquer dos seguintes efeitos secundários:

Mais comuns – rachadura dos lábios, inchaço das bochechas, movimentos involuntários de língua, movimentos incontrolados na mastigação, movimentos descontrolados dos braços ou pernas.

Outros efeitos colaterais que devem ser comunicadas ao seu médico:

Mais comuns (com uma dose mais elevada) – perda de equilíbrio. máscara facial, inquietação ou necessidade de manter em movimento, arrastando ao caminhar, lenta, braços ou pernas, rigidez, tremores nas mãos, dificuldade para falar ou engolir.

Menos comuns – incapacidade, obstipação (grave), para mover os olhos, espasmos musculares, principalmente do pescoço e nas costas, erupções cutâneas, dificuldade em urinar, torcendo o corpo.

Raro – aumento do piscar ou espasmo palpebral, febre ou dor de garganta, movimentos descontrolados de torção do pescoço, tronco, braços ou pernas, sangramento ou ferimento incomum, expressões faciais ou posições corporais incomuns, olhos ou pele amarela.

Os efeitos colaterais que geralmente não requerem atenção médica:

Estes efeitos secundários podem desaparecer durante o tratamento, mas se eles continuam ou são incômodos, verifique com seu médico.

Mais comuns – visão turva, confusão, tonturas.