O que é muromonabe-cd3?

O muromonabe-cd3 é um anticorpo monoclonal. Ele é usado para reduzir a imunidade natural do organismo em pacientes que recebem transplantes de órgãos (rim, por exemplo). Este medicamento ajudará a reduzir a possibilidade de que o organismo rejeite o órgão.

Se alguma das informações e dicas contidas neste artigo de saúde lhe causarem uma preocupação especial ou quiser mais informações sobre o seu medicamento e sua utilização, consulte o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico. Lembre-se de manter este e todos os outros medicamentos fora do alcance das crianças e nunca compartilhe seus medicamentos com os outros.

Informações importantes:

Converse com seu médico sobre os possíveis efeitos colaterais deste medicamento. Alguns deles podem ser graves e duradouros.

Informe o seu médico, enfermeiro e farmacêutico se. . .

  • é alérgico a algum medicamento, prescrito ou não;
  • estiver grávida ou se planeja engravidar durante o uso deste medicamento;
  • estiver amamentando;
  • está tomando qualquer outro medicamento prescrito ou não, especialmente azatioprina, clorambucil, corticosteroides, ciclofosfamida, ciclosporina, citarabina, mercaptopurina e, ou tacrolimos;
  • possui algum outro problema médico, especialmente angina, coágulos sanguíneos (ou histórico de), a varicela ou exposição recente a catapora, problemas de circulação, convulsões, ataque cardíaco (recente), problemas cardíacos, herpes zoster, infecção, problemas renais, problemas pulmonares ou problemas no sistema nervoso.

Precauções:

É muito importante que o seu médico verifique o seu progresso em visitas regulares para se certificar que este medicamento está funcionando corretamente e para verificar os efeitos indesejados.

Enquanto estiver em tratamento com este medicamento e quando o tratamento terminar, não receba qualquer imunização (vacinação) sem autorização do seu médico.

O tratamento com muromonabe-CD3 também pode aumentar a possibilidade de outras infecções. Se possível, evite pessoas com resfriados ou com outras infecções. Se você achar que contraiu um resfriado ou outra infecção, consulte o seu médico.

Normalmente, este medicamento provoca tontura, febre e calafrios, falta de ar, tremores e dor de estômago algumas horas depois de tomar a primeira dose. Estes efeitos devem desaparecer após a segunda dose. No entanto, verifique com o seu médico ou enfermeira imediatamente se tiver dor no peito, batimentos cardíacos acelerados ou irregulares, falta de ar ou respiração ofegante, inchaço da face ou da garganta após uma dose.

Efeitos Colaterais:

Os efeitos colaterais que devem ser comunicados imediatamente ao seu médico:

Menos comuns: dor no peito, batimento cardíaco rápido ou irregular, falta de ar ou respiração ofegante, inchaço da face ou do interior da garganta.

Outros efeitos colaterais que devem ser comunicados ao seu médico:

Mais comuns: diarreia, tontura ou mal-estar, febre ou calafrios, sensação de desconforto, dor de cabeça, dor ou contração de músculos e articulações, náuseas ou vômitos.

Menos comuns ou raros: fezes escuras, sangue na urina ou nas fezes, convulsões, tosse ou rouquidão, alucinações, comichão ou formigamento, perda de audição ou da visão, dor na região inferior das costas ou de lado, dor ou dificuldade para urinar, pequenas manchas vermelhas na pele, erupções cutâneas, úlceras, feridas ou manchas brancas na boca ou dentro da boca, dor ou inchaço nos gânglios linfáticos, aperto no peito, tremor ou tremores nas mãos, dificuldade respiratória, sangramento ou ferimento incomum, cansaço ou fraqueza.

Depois de parar de usar este medicamento, você ainda pode ter efeitos colaterais que precisam de atenção. Se durante este tempo, você sentir febre e calafrios, contate o seu médico imediatamente.

Outros efeitos secundários não mencionados acima podem também ocorrer em alguns doentes. Se notar qualquer outro efeito, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.