O que é omeprazol?

Omeprazol é usado para tratar certas condições em que há excesso de ácido no estômago. Ele é usado para tratar úlceras gástricas e duodenais e doença do refluxo gastroesofágico que é uma condição em que existem fluxos de ácido do estômago para o esôfago. Em alguns casos, este medicamento é utilizado em combinação com antibióticos para tratar úlceras associadas à infecção causada pela bactéria (germe) H. pylori.

Omeprazol também é usado para tratar a doença de Zollinger-Ellison que é uma condição na qual o estômago produz ácido demais.

Se alguma das informações e dicas contidas neste artigo de saúde lhe causarem uma preocupação especial ou quiser mais informações sobre o seu medicamento e sua utilização, consulte o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico. Lembre-se de manter este e todos os outros medicamentos fora do alcance das crianças e nunca compartilhe seus medicamentos com os outros.

Informações importantes:

Informe o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico se. . .

  • é alérgico a algum medicamento, prescrito ou não;
  • estiver grávida ou se planeja engravidar durante o uso deste medicamento;
  • estiver amamentando;
  • está tomando qualquer outro medicamento prescrito ou não, especialmente anticoagulantes, diazepam ou fenitoína;
  • possui algum outro problema médico, especialmente doença hepática.

Posologia:

Tome cápsulas de omeprazol imediatamente antes de uma refeição, de preferência de manhã.

Omeprazol comprimido pode ser tomado com alimentos ou com estômago vazio.

Pode demorar vários dias antes de o medicamento começar a aliviar a dor de estômago. Para ajudar a aliviar a dor, os antiácidos podem ser tomados em conjunto com omeprazol, a menos que o seu médico tenha orientado para não tomar.

Engula a cápsula ou comprimido. Não esmague, quebre ou mastigue a cápsula ou comprimido.

Não abra a cápsula.

Tome este medicamento até completar o tratamento, mesmo se você começar a se sentir melhor. Além disso, é importante que você cumpra com as consultas médicas para que o seu médico possa dizer em que ponto você deve parar de utilizar o medicamento.

Se você esquecer uma dose deste medicamento, tome-a logo que possível. No entanto, se estiver quase na hora da dose seguinte, pule a dose esquecida e retome ao seu esquema posológico regular. Nada de doses duplas.

Para guardar este medicamento:

Mantenha fora do alcance das crianças. Armazene longe do calor e da luz direta. Não armazene no banheiro, perto da pia da cozinha, ou em outros lugares úmidos. Calor ou umidade podem comprometer o medicamento. Não guarde medicamentos vencidos.

Precauções:

É muito importante verificar o seu progresso com o seu médico em visitas regulares. Se a sua condição não melhorar ou piorar, consulte o seu médico.

Efeitos colaterais:

Efeitos colaterais que devem ser comunicados ao seu médico:

Raros: dores nas costas, pernas ou úlceras de estômago, sangramento nos lábios, bolhas, sangue na urina, úlceras contínuas ou feridas na boca, dor, ardor ou dificuldade para urinar, sepse, micção freqüente, sensação de desconforto, dor nas articulações, perda de apetite, dor ou cólicas, dor, ferida nos olhos, vermelhidão, sensibilidade, coceira, ardor ou descamação da pele, exantema, dor de garganta, úlceras, feridas ou manchas brancas nos lábios, boca ou sangramento genital ou hematomas, cansaço ou fraqueza.

Os efeitos colaterais que geralmente não requerem atenção médica:

Estes efeitos secundários podem desaparecer durante o tratamento, mas se eles continuam ou são incômodos, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.

Mais comum: dores abdominais.

Menos comuns: sonolência, dor no peito, constipação, diarreia ou fezes amolecidas, vertigem, gás, dor de cabeça, azia, náuseas ou vômitos.

Outros efeitos secundários não mencionados acima podem também ocorrer em alguns doentes. Se notar qualquer outro efeito, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.