O que é zolpidem?

Zolpidem é utilizado para tratar a insônia (dificuldade em dormir). Na maioria dos casos, a medicação para dormir deve ser usada apenas por períodos curtos, como 1 ou 2 dias e, geralmente, por períodos não superiores a 1 ou 2 semanas.

Se alguma das informações e dicas contidas neste artigo de saúde lhe causarem uma preocupação especial ou quiser mais informações sobre o seu medicamento e sua utilização, consulte o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico. Lembre-se de manter este e todos os outros medicamentos fora do alcance das crianças e nunca compartilhe seus medicamentos com os outros.

Informações importantes:

Converse com seu médico sobre os possíveis efeitos colaterais deste medicamento. Por exemplo, pode ocorrer amnésia (perda de memória) por várias horas após uma dose deste medicamento.

Informe o seu médico, enfermeiro e farmacêutico se. . .

  • é alérgico a algum medicamento, prescrito ou não;
  • estiver grávida ou se planeja engravidar durante o uso deste medicamento;
  • estiver amamentando;
  • está tomando qualquer outro medicamento prescrito ou não, especialmente remédios que causam sono;
  • possui algum outro problema médico, especialmente apneia de sono.

Posologia:

Tome esta medicação exatamente como seu médico orientou. Se tomado em excesso, pode viciar.

Tome zolpidem, pouco antes de dormir, quando estiver pronto para dormir. Zolpidem é de efeito rápido e irá fazer você dormir muito em breve.

Não tome este medicamento se o seu horário de sono impede você de uma noite cheia (7 a 8 horas). Se você precisa acordar antes, você pode continuar sonolento e ter problemas de memória, porque os efeitos da medicação não tiveram tempo suficiente para desaparecer.

Para guardar este medicamento:

Mantenha fora do alcance das crianças. Armazene longe do calor e da luz direta. Não armazene no banheiro, perto da pia da cozinha, ou em outros lugares úmidos. Calor ou umidade podem comprometer o medicamento. Não guarde medicamentos vencidos.

Precauções:

Este medicamento aumentará a influência do álcool e outros depressores do sistema nervoso central (medicamentos que retardam o sistema nervoso, podendo causar sonolência). Com a utilização deste medicamento, consulte seu médico antes de tomar qualquer tipo de depressivo.

Zolpidem pode causar em algumas pessoas, especialmente em idosos: tonturas, sonolência, instabilidade ou deixar menos alerta que o normal.

Certifique-se de que você saiba como reage a este medicamento antes de conduzir ou utilizar máquinas ou realizar outras tarefas que exijam estar alerta.

Se, ao tomar este medicamento, você tiver ideias ou atitudes incomuns ou estranhas, não se esqueça de discutir este assunto com seu médico.

Algumas das mudanças que ocorrem em algumas pessoas ao tomar esta medicação, são semelhantes as observadas em pessoas que bebem álcool e então agem de forma anormal. Outras mudanças podem ser mais incomuns e extremas, como confusão, alucinações, pensamentos suicidas e nervosismo ou irritabilidade incomum.

Se você deve tomar este medicamento por um longo período, não pare sem consultar o seu médico.

Depois de tomar o zolpidem para insônia, você pode ter problemas para dormir (insônia recidiva) na primeira noite depois de parar.

Se você achar que você ou outra pessoa pode ter tido uma overdose, obtenha ajuda de emergência imediata. Tomar uma overdose de zolpidem ou tomar álcool ou outros depressores do sistema nervoso central com zolpidem podem causar problemas respiratórios e perda de consciência.

Efeitos colaterais:

Os efeitos colaterais que devem ser comunicados ao seu médico:

Menos comuns: falta de jeito ou de instabilidade, confusão mental em idoso.

Raros: tonturas, vertigens ou desmaios, sofrer quedas (mais comum em pessoas mais velhas), batimento cardíaco rápido, alucinações, erupções cutâneas, inchaço da face, dificuldade em dormir, emoção, nervosismo ou irritabilidade incomum, sibilos (chiado ) ou dificuldade em respirar.

Sinais de overdose: instabilidade (grave), tonturas (grave), visão dupla ou outros problemas da visão, náuseas ou vômitos (grave), dificuldade respiratória, batimento cardíaco lento.

Os efeitos colaterais que geralmente não requerem atenção médica:

Estes efeitos secundários podem desaparecer durante o tratamento, mas se eles continuam ou são incômodos, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.

Menos comuns: diarreia, visão dupla ou outros problemas da visão, sensação de estar drogado, boca seca, sensação geral de desconforto, dor de cabeça, problemas de memória, náuseas, pesadelos ou sonhos anormais, vômitos.

Outros efeitos secundários não mencionados acima podem também ocorrer em alguns doentes. Se notar qualquer outro efeito, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.

Depois de parar de usar este medicamento, seu corpo pode precisar de algum tempo para se ajustar. Se durante este tempo, se detectar quaisquer efeitos incomuns, converse com seu médico.