A Dextrose

É um tipo de carboidrato simples que o seu corpo utiliza como fonte primária de energia.

A dextrose, também conhecida como glucose, pode ser benéfica durante os esforços atléticos. A dextrose é vendida na forma de pó como um suplemento de nutrição desportiva, e pode ser benéfica para os fisiculturistas já que pode induzir um pico de insulina e substituir glicogênio nas células musculares que se perde durante o treinamento.

O índice glicêmico mede a velocidade com que os hidratos de carbono entram na corrente sanguínea. Quanto maior o índice glicêmico dos carboidratos, mais rapidamente são absorvidos.

Calorias

A dextrose possui suficiente calorias densas, que beneficiam os fisiculturistas. Cada dose de 80 gramas de dextrose contém 290 calorias. Essa quantidade é mais do que suficiente para alimentar uma sessão de uma hora de treinamento.

Quantidade de Carboidratos

A dextrose é composta inteiramente de hidratos de carbono, de modo que uma porção de 80 gramas de dextrose proporciona 74 gramas de hidratos de carbono.

Os hidratos de carbono são utilizados como combustível para o exercício, de modo que uma refeição alta em carboidratos complementada com dextrose pode ajudar os seus treinos intensos.

Os hidratos de carbono são também vitais para a recuperação pós-treino, por isso deve-se consumir 0,8 gramas de carboidratos por cada kg do seu peso corporal após o exercício.

Tipo de Carboidrato

Todos os carboidratos da dextrose são açúcares, que podem ser benéficos graças a sua rápida absorção, mas isso também pode ser prejudicial para o fisiculturismo.

A dextrose tem uma classificação de índice glicêmico alta, o sucesso do fisiculturismo requer um baixo percentual de gordura além de uma grande quantidade de massa muscular, a dextrose pode não ser ideal para uso em momentos de definição.

A Maltodextrina

É um polissacárideo (molécula grande constituída por muitas moléculas pequenas) de dextrose (glucose) que se obtém a partir de qualquer amido. Nos Estados Unidos é obtido a partir do amido de milho e na Europa da cevada ou do trigo.

Esta mistura de carboidratos solúveis é frequentemente utilizada em bebidas, alimentos e suplementos desportivos para as seguintes qualidades:

  • Alta solubilidade em água (recomendado) e sucos.
  • Sua combinação de hidratos de carbono fornece energia de longa duração, já que o organismo vai se degradando em moléculas de glicose que são rapidamente absorvidas.
  • De fácil digestão, uma vez no intestino libera glicose ao organismo de forma gradual evitando aumentos ou quedas repentinas de açúcar no sangue.
  • Possui 4 kcal por grama.
  • Seu índice glicêmico (105) é metabolicamente comparável ao da glucose (dextrose).
  • Pode ser armazenado por um tempo prolongado sem deteriorar as suas propriedades.

Uso Desportivo

Os atletas são pessoas que precisam de uma fonte importante de hidratos de carbono, seja antes, durante ou após o treinamento:

Antes do exercício: para garantir reservas de energia suficientes (muscular e hepática) para o organismo. Neste período é conveniente a ingestão de carboidratos de baixo índice glicêmico (legumes, arroz integral, por exemplo).

Durante o exercício: para retardar a fadiga, mantendo a concentração de glicose no sangue. Neste período é conveniente a ingestão de carboidratos de alto índice glicêmico (glicose, sacarose, maltodextrina, por exemplo).

Os géis energéticos e as bebidas esportivas costumam conter maltodextrina.

Após o exercício, para repor os depósitos (muscular e hepático) de glucogênio. Neste período também é conveniente a ingestão de carboidratos de alto índice glicêmico (glucose, sacarose, maltodextrina, por exemplo).