Os campesteróis quimicamente se assemelham ao colesterol e são encontrados em muitas frutas e vegetais, como bananas, pimentas e batatas. Devido à semelhança estrutural, os campesteróis parecem ser capazes de impedir a absorção do “mau” colesterol LDL e equilibra os níveis de lipídios no sangue.

Os campesteróis também mostram propriedades anti-inflamatórias, por isso podem ser benéficos para a artrite e doenças cardiovasculares, entre outros problemas de saúde.

Campesteróis

Os campesteróis são fitos esteróis, um tipo de composto presente em muitas frutas e vegetais, mas em quantidades muito pequenas. O campesterol foi isolado pela primeira vez a partir de colza ou Brassica campestris. Além disso, foi descoberto que estes compostos podem inibir vários compostos pró-inflamatórios envolvidos na artrite e alguns compostos de degradação da matriz que participam da destruição da cartilagem. Como tal, o campesterol já está disponível como suplemento dietético sendo comercializado por ser capaz de ajudar nas doenças artrite, doenças cardiovasculares e aumento da próstata.

Usos anti-inflamatórios

Os campesteróis são usados para tratar o crescimento da próstata e a inflamação, também conhecida como hiperplasia benigna da próstata. O campesterol é um importante componente do extrato de baga pequena americana (Saw Palmetto), e é um tratamento natural eficaz para a hiperplasia benigna da próstata. Os campesteróis também são comercializados para pessoas com osteoartrite, que é caracterizada pela destruição da cartilagem, uma leve inflamação e dor nas articulações. O campesterol também pode ajudar outras condições inflamatórias, incluindo a fibromialgia, a sinusite e as alergias, embora a investigação científica ainda tenha que validar tais afirmações.

O controle do colesterol

Além das propriedades anti-inflamatórias, se descobriu que o campesterol também tem uma afinidade para o colesterol LDL e é capaz de reduzir os níveis séricos em até 10%. Por conseguinte, o campesterol pode ter algum valor para reduzir o risco de doenças cardiovasculares, tais como insuficiência cardíaca, aterosclerose e acidente vascular cerebral. No entanto, os esteróis vegetais afetam as pessoas de forma diferente e é necessário mais pesquisas antes de fazer recomendações concretas a respeito da dose benéfica de campesterol.

Onde Encontrar o Campesterol

Muitos vegetais, frutas e sementes contêm campesterol, mas geralmente em concentrações mais baixas. Os alimentos que se consideram boas fontes de campesterol incluem bananas, romãs, bagas de palmito, toranja, Saw Palmetto, pepinos, pimentas, cebolas, batatas, aveia, óleo de canola, óleo de soja, milho e óleo de café. Tal como acontece com a maioria dos nutrientes, os níveis de campesterol dependem do lugar onde se cultivam os alimentos e qual é a qualidade do solo. Os geneticistas estão pesquisando maneiras de aumentar o conteúdo de campesterol de algumas plantas. A maioria dos suplementos de campesterol é extraída a partir de bagas Saw Palmetto.