A L-carnitina é uma substância natural amplamente utilizada para queimar gordura e em tratamentos de emagrecimento. É muito comum ouvir falar sobre suas propriedades e benefícios, mas pouco ou nada se fala sobre as contraindicações da levocarnitnina, por isso é importante conhecer seus efeitos colaterais, em caso de que os possua.

Certamente você já ouviu falar dos efeitos da levocarnitina para queimar gordura e está ansioso por saber se você pode começar a consumi-la para perder alguns quilos extras.

Primeiro de tudo, é importante saber o que é exatamente este suplemento, que tantos benefícios prometem para a sua perda de peso.

Leia também: “Dicas Para Emagrecer Sem Pílulas E Sem Cirurgias”.

O Que É L-carnitina?

A L-carnitina ou levocarnitina é uma substância natural que pode ser encontrada em animais, plantas e algumas leveduras. Para sua síntese é necessário:

  • Ácido ascórbico.
  • Vitaminas do complexo B.
  • Niacina.
  • Perioxidasa.
  • Ferro.
  • Etc.

É absorvida quase completamente pelo intestino. A deficiência de L-carnitina pode causar aumento do colesterol e triglicérides no sangue, obesidade endógena, acidúrias, cirrose, hepatite, hepatomegalia, entre outras doenças.

Leia também: “Propriedades da Arruda Para Emagrecer”.

Funções da L-carnitina:

  • Atua na oxidação dos ácidos graxos.
  • Facilita a excreção das gorduras acumuladas no organismo.
  • Acelera o metabolismo aeróbico dos carboidratos.

Por outro lado, não foi comprovado que melhore o desempenho desportivo, embora seja muito consumida para esta finalidade.

Leia também: “A L-carnitina, Um Suplemento Sim De Queimar Gordura”.

Em Que Casos Está Contraindicada a Levocarnitina?

Em princípio, se você não tem hipersensibilidade a levocarnitina, não haveria inconvenientes em seu consumo.

Embora não seja completamente contraindicada, você deve tomar cuidado nas seguintes circunstâncias:

  • No caso de diarreia, já que pode causar perturbações gastrointestinais.
  • Se você sofre de epilepsia, já que pode aumentar as convulsões.
  • Se tiver insuficiência cardíaca.
  • Se está submetido à diálise.
  • Se você sofre de neuropatia periférica.
  • Se você estiver grávida ou amamentando.

Embora não existam contraindicações durante a gravidez e lactação, como com qualquer outro suplemento, recomenda-se ter cautela no seu consumo. No entanto, é verdade que se trata de uma substância natural, cuja demanda aumenta durante a gravidez e que não tem registrado alterações fetais com seu consumo.

Tanto é assim, que têm sido realizados estudos, com doses altas de L-carnitina, 15 gramas/dia, sem registrar processos de mutagenicidade, teratogenicidade nem carcinogenicidade. Também faz parte do leite humano.

Efeitos Colaterais Adversos da L-carnitina Administrada por Via Oral

  • Náuseas.
  • Vômitos.
  • Hiper-hidrose.
  • Sintomas parecidos com miastenia.
  • Dor abdominal.
  • Diarreia.
  • Gastrite.
  • Tontura.
  • Febre.

Para combater esses efeitos adversos aconselha-se tomar L-carnitina com as refeições.

Leia também: “Comprimidos de Orlistate ou Orlistat 60 mg e 120 mg para Emagrecer”.

Como Tomar L-carnitina e Qual É a Dosagem Adequada

A L-carnitina pode ser tomada por via oral em cápsulas ou comprimidos e por via parenteral (intramuscular ou intravenosa), a dose habitual é de 50-100 mg/kg/dia, tanto para crianças como para adultos, dividido em 2 ou 3 doses por dia.

Você também pode ter uma dieta rica em L-carnitina, incluindo alimentos como carne de cordeiro, frango e peixe; leite de vaca; levedura de cerveja; nozes, entre outros.

De acordo com a informação médica atual, os efeitos colaterais da L-carnitina não são significativos e com supervisão médica adequada pode ser útil para perda de peso, especialmente se você tiver um déficit de levocarnitina.

No entanto, lembre-se de consultar o seu médico antes de tomar este ou qualquer outro suplemento dietético.