Todos nós que estamos lendo isto sabemos que os suplementos esportivos servem para suprir uma carência na alimentação, nunca para substituir qualquer alimento. Uma correta alimentação com uma boa suplementação te ajudará a atingir suas metas esportivas.

Um suplemento por si só não tem nenhum efeito milagroso, longe disso, e de fato, se a alimentação não é a mais correta não vai te servir de nada tomar quaisquer suplementos existentes no mercado.

Tampouco se o seu treinamento não é suficientemente intenso e eficaz não vai trazer bons resultados, independentemente do suplemento que você tome.

Mas se a sua alimentação é correta e o seu treinamento é ideal, existe na web uma infinidade de produtos com alta qualidade e diferentes usos dependendo do seu objetivo, como os recuperadores musculares, aumento da força, aumento de energia, ajuda na queima gordura, nutrientes para ganho muscular…

Vamos compilar uma lista com os melhores suplementos esportivos para a prática de fitness, sim, dentro de cada um, dependendo da qualidade do produto e especialmente da qualidade e da quantidade de nutrientes que o compõem são melhores ou piores, mas estes são os que mais podem nos beneficiar na prática de fitness.

  • Proteína em pó: simplesmente é proteína isolada ou concentrada, de leite, do ovo, da soja… É uma forma de dar ao seu corpo uma proteína extra alcançando a contribuição mínima necessária para regenerar o músculo (cerca de 2 gramas x quilo de peso).
  • Creatina: é um ácido orgânico nitrogenado que se encontra nos músculos e nas células nervosas. Existem vários tipos como Kre alcalyne, Etyl Esther, Monohydrate, que serve para retardar a fadiga, ajuda a aumentar a força e a massa muscular e inclusive melhorar o exercício anaeróbico.
  • Aminoácidos ramificados ou BCAAs: são aminoácidos essenciais que devem ser fornecidos com a dieta e nos proporcionam um pouco de energia para o músculo quando se realiza exercício intenso, ajudando a não catabolizar e favorecendo a síntese de proteínas.
  • Compostos de minerais e/ou multivitaminas: a contribuição dos micronutrientes deve ser sempre correta e com um treinamento intenso como em fitness este suplemento pode chegar a valores mínimos que devem trazer para o corpo, especialmente em dietas pobres em legumes e frutas.
  • Glutamina: é o aminoácido mais comum nos músculos e se usa na síntese de proteínas. Ajuda a regenerar as fibras musculares danificadas pelo treinamento físico intenso, além de ter propriedades anti-catabólicas que ajudarão a manter o músculo em épocas de dieta.
  • CLA: o CLA é um dos queimadores de gordura naturalmente mais eficaz que existe sem ser ofensivo para o organismo. Acelera o metabolismo e bloqueia o transporte de gordura para as células adiposas e ajuda a transportá-las para as mitocôndrias celulares para obter energia.
  • Chá Verde: é possível tomá-lo em cápsulas ou infusões. Além de ajudar a queimar gordura, tem uma grande quantidade de antioxidantes para controlar os radicais livres que são liberados com o exercício intenso. Também reduz os níveis de colesterol e o risco de doenças cardiovasculares.
  • Ácidos graxos essenciais: normalmente vêm em forma de cápsula, nos ajudam na produção de energia, aumentam a oxigenação do sangue, melhoram o sistema imunológico e regulam a pressão sanguínea e o sistema nervoso.
  • Termogênicos e/ou queimadores: deixamos para o final, já que sem uma rigorosa dieta e exercício intenso conjugado com um bom exercício cardiovascular são inúteis. Pode ajudar, em uma percentagem baixa na queima de gordura, especialmente os termogênicos nas etapas de definição.