Como se sabe, a energia de ATP é essencial para a realização das contrações musculares de grande intensidade e que, depois de perder uma molécula de fosfato nessa ação, esta pode ser regenerada graças à obtenção da molécula perdida, um processo que envolve a creatina.

No entanto, para muitos a creatina que está presente no organismo, não é viável para regenerar todo o ATP utilizado de forma imediata, mas existe uma regeneração de curto prazo (que não envolve a creatina) e outra de longo prazo, dependendo da recuperação completa e disponibilidade para voltar a treinar com intensidade.

Leia também: “O Que É Creatina?

É este segundo processo que envolve a ribose. A ribose é um açúcar simples, encontrado em todas as células vivas e que é essencial para regenerar ATP. Embora o nosso organismo produza por si mesmo a ribose, como a creatina, nunca o faz no ritmo que é necessário em casos de extremo desgaste muscular, como o que envolve a prática de alguns esportes.

Depois de uma sessão intensa de treinamento físico, o ATP pode precisar de até 72 horas para regenerar de forma completa os depósitos que foram esgotados durante o esforço físico.

Sem a presença de ribose suficiente, não é possível essa reposição, nem voltar a render a mesma intensidade inicial, por isso, será necessário um período mais longo de recuperação ou no próximo treinamento não será possível utilizar a intensidade necessária.

Na medicina, a ribose tem sido utilizada em pessoas com doenças cardiovasculares, já que esta melhora o desempenho das células fatigadas do coração.

Os estudos científicos que têm sido realizados com a ribose em atletas ainda não são muito numerosos, por isso o seu uso é tão recente como um suplemento nutricional, mas os resultados parecem ser muito promissores, uma vez que tem sido demonstrado que os atletas que incluem ribose em sua suplementação experimentam um considerável aumento da sua energia explosiva e força, assim como uma recuperação mais rápida.

Leia também: “Os Antioxidantes Aceleram a Recuperação Após o Exercício“.

Os suplementos de ribose ajudam a manter alguns níveis celulares estáveis dos nucleotídeos de adenina, o que preserva, assim, a concentração de ATP e ADP e, portanto, a recarga de energia se restabelece de forma mais rápida e permite ao músculo trabalhar na máxima capacidade.

A suplementação com ribose também pode ajudar os atletas reforçando os efeitos de outros suplementos energéticos como a creatina, carnitina ou piruvato (efeito sinérgico).

A razão é que estes suplementos necessitam da presença de substratos de ATP que apenas a ribose pode produzir. Ao manter elevados níveis de substratos de ATP, a ribose assegura que outros suplementos possam atuar de forma mais eficiente.

Dose Recomendada de Ribose

A ribose é uma substância natural, segura e não é tóxica. Na verdade, a ribose se encontra em todas as células do organismo.

A dose recomendada é de 3 gramas ao dia 30 minutos antes do treinamento físico. Você pode aumentá-la até 2,5 gramas 30 minutos antes do exercício e outros 2,5 gramas imediatamente após o mesmo.