A arginina é um aminoácido semi-essencial. Trata-se de um bloco construtor de proteínas que realiza uma grande variedade de funções fisiológicas. Estes processos fisiológicos incluem:

  • A secreção de hormônios.
  • Um aumento na produção do hormônio do crescimento.
  • A eliminação dos resíduos tóxicos do corpo.
  • Defesas do sistema imunológico.
  • Precursor da síntese de óxido nítrico.
  • Melhora a absorção de glucose nas células musculares.

Os estudos médicos têm reunido evidências clínicas suficientes para levar a L-arginina a frente da medicina moderna como um tratamento aceitável para uma grande variedade de doenças humanas. O fenômeno da L-Arginina está mudando o tratamento padrão em problemas do coração, função imunológica, doenças geradas por adiposidade, deficiências do crescimento genético, pressão arterial elevada, disfunção sexual e envelhecimento humano.

Devido à arginina ser um precursor do óxido nítrico (que é responsável pela vaso dilatação). Muitas vezes se utiliza para o tratamento de condições como dor no peito (angina), pressão arterial alta, doença cardíaca e disfunção sexual. A arginina também se utiliza no tratamento da infertilidade masculina e feminina.

Recentemente, os suplementos dietéticos que contêm Arginina tornaram-se populares, devido à capacidade de produção de óxido nítrico a partir da arginina, sua capacidade de eliminar os radicais livres, assim como sua capacidade para desenhar as células musculares, a liberação do hormônio do crescimento, eliminação do colesterol ruim e aumento do metabolismo de gordura. A arginina também ajuda a regular os níveis de sal no organismo.

Por esta razão, deve ser de interesse para os fisiculturistas que competem, já que a retenção de água sob a pele pode fazer com que se tenha um aspecto suave e inchado. As habilidades de reter nitrogênio da arginina são bem conhecidas dentro das comunidades científicas e de musculação.

Acredita-se também que a arginina pode ser crucial para o crescimento muscular, devido à sua capacidade vasodilatadora, assim como sua capacidade de participar na síntese de proteínas.

A arginina apresenta benefícios para atletas que treinam intensamente. A suplementação com arginina pode estimular o sistema imunológico, o que permite que o atleta treine mais duro e evite os efeitos prejudiciais das doenças leves associadas com o excesso de treino.

Os atletas que estão interrompendo o uso de esteroides anabólicos androgênicos podem se beneficiar de suplementos de arginina já que os esteroides, muitas vezes conduzem à hipertensão e ao acúmulo de colesterol ruim. A arginina tem demonstrado que ajuda a reverter estas condições.

Devido à capacidade da arginina no aumento dos níveis do hormônio do crescimento, a sua capacidade para estimular a oxidação lipídica, a sua capacidade para diminuir a pressão arterial e à sua capacidade para diminuir a placa arterial, os suplementos de arginina podem ser benéficos para as pessoas obesas.

Muitos pós de proteínas no mercado estão enriquecidos com aminoácidos, entre eles a arginina. Com isto em mente, preste especial atenção a quantidade de arginina que está sendo ingerida a partir de fontes.

A arginina é um aminoácido que o corpo não produz de forma natural. Portanto, é importante consumir alimentos que sejam ricos nesta.

Pode ser encontrada em altas concentrações nas nozes das amêndoas. Também pode ser encontrada no chocolate e nas passas.