Temos notado a relação direta entre o tímpano rompido e o uso de cotonetes, isso tem sido demonstrado por pesquisadores nos Estados Unidos para ser mais preciso no Hospital Henry Ford.

Eles também afirmam que na grande maioria dos casos, a bula timpânica é a parte afetada diretamente, cura-se dentro de poucos meses e a cirurgia é necessária apenas em casos graves ou naqueles que não se curam.

A prática de limpar os ouvidos com cotonete é um costume difundido entre as pessoas que frequentam o otorrinolaringologista. Especialistas admitem que não há nada de errado com essa prática, o problema é o mau uso ou uso de produtos de higiene. Muitas pessoas fazem de forma demasiada ou introduzem profundamente no ouvido. Esfregam muito e isso causa um pouco de prazer e alívio, e é aí que começam os problemas.

Rupturas no tímpano são causadas pela introdução repentina e excessiva das barras dentro do canal auditivo, e, como dito acima, cura-se sozinha na maioria dos casos. Quando é necessária cirurgia a eficácia é garantida, no entanto, uma minoria de casos exige esse procedimento.

Um cotonete pode causar paralisia facial?

É verdade, embora em uma minoria dos casos. Mas estando o tímpano em estreito contato com alguns dos nervos cranianos pode causar danos, para ser mais preciso no nervo facial.

Como sabemos se causamos danos?

Quando você começa a ter dor e perda da audição, secreção, tontura ou irregularidades na movimentação facial é hora de consultar um especialista para avaliar a possibilidade ou a extensão de danos auditivos, se existirem.

Os especialistas concordam que as hastes não são ruins, mas o seu uso indevido, em qualquer caso pode trazer problemas.