Pessoas com problemas de sono tem de 27% a 45% mais chances de sofrer um ataque cardíaco, segundo divulgado em um estudo norueguês.

A pesquisa com 52.610 adultos noruegueses, entre 1995 e 1997, sobre os sintomas da insônia rendeu informações.

Os pesquisadores identificaram 2.368 pessoas que tiveram seu primeiro ataque cardíaco, através de documentos do hospital e registro nacional norueguês de causas de morte.

Uma análise de fatores como idade, sexo, estado civil, pressão arterial, colesterol, diabetes, peso, rotinas de exercícios, mudança de trabalho depressão e ansiedade, de acordo com especialistas, concluiu que em maior risco estavam aqueles que tinham problemas para dormir.

Para aqueles que relataram ter problemas para adormecer quase diariamente, o risco é 45% maior comparado com pessoas que dormem normalmente. Aqueles que disseram que conseguiam cair no sono, mas não durante toda a noite mostraram um risco 30% maior de ataque cardíaco do que o grupo que dormiu bem.