O romã é uma árvore arbusto nativo do Oriente Médio (especificamente na região da Mesopotâmia), que pode chegar a até 20 pés (6 metros) de altura.

Os galhos finos, muitas vezes com espinhos nas pontas, têm folhas opostas oblongas ou oval-lanceoladas e brilhantes, e possuem de 1 a 2 polegadas (2-5 cm) de comprimento.

Das pontas dos galhos saem entre 1 e 5 flores grandes, vermelho ou laranja.

A fruta, a romã, uma baga com muitas sementes e de casca espessa, é de cor amarelo acastanhada ou vermelha e do tamanho aproximadamente de uma laranja, cada semente está rodeada por uma polpa vermelha e ácida.

O nome de romã vem do latim e significa “fruto de muitas sementes”.

A romã tem sido consumida desde os tempos antigos. Sabe-se que os faraós do antigo Egito ingeriam o suco de romã e também aparece em algumas de suas tumbas, como um bom companheiro em sua viagem para o além.

Homero cita a romã em sua “Odisséia” está cheia de histórias míticas com a romã como protagonista. Também é mencionada na tradição hebraica, no cristianismo e no islamismo.

Os árabes a introduziram em todo o Mediterrâneo como uma bebida refrescante e os espanhóis trouxeram para a América o seu cultivo. Atualmente, existem grandes extensões de romãs em todo o continente, especialmente no Brasil e no Chile.

Propriedades Nutritivas

A romã é muito rica em potássio, fibras, vitamina C e niacina, a vitamina solúvel em água, que melhora o metabolismo e o bom funcionamento do fígado.

Também ajuda a evitar o colesterol mau ou LDL e é muito rica em pectina, antioxidantes, flavonóides, fibras, vitaminas (E, C, B1, B2, B3, B9), fósforo, cobre, ferro, zinco e cálcio, e é especialmente rica em manganês, potássio e taninos, daí o sabor amargo da sua pele.

Propriedades Curativas

De acordo com um estudo da Universidade da Califórnia, determinou-se que a romã resultou ser uma das frutas de maior atividade contra os radicais livres, devido ao seu elevado teor de polifenol antioxidante. Seu poder foi cerca de 20% maior do que o das uvas, vinho tinto, amoras, laranjas e inclusive do próprio chá verde (também chá branco).

Por esse motivo, considera-se que ajuda na luta contra o envelhecimento e de certos cânceres como o de pele e da próstata.
A romã também é um aliado para curar a tosse persistente, dor de garganta, asma e é um protetor eficaz contra as doenças cardíacas.

Devido às suas propriedades adstringentes, a romã favorece o alívio de diarreias e cólicas intestinais. Da mesma forma, combate os parasitas intestinais.

É importante observar que a romã fornece poucas calorias, já que tem baixo teor de açúcar e apresenta uma proporção muito elevada de água. Tudo isso a converte em uma fruta diurética e emagrecedora.

Também é considerada afrodisíaca devido ao seu teor de manganês e sua ação sobre os hormônios sexuais.

Remédios populares com romã

  • Remédio com romã para expulsar os parasitas intestinais: seque as sementes de 7 a 9 romãs ou coloque-as em uma assadeira no forno em baixa temperatura durante 7 horas. Então as amasse com um martelo até fazê-las um pó ou com outro objeto pesado. Tome 1 colher de sopa da semente em pó em um copo de 175 ml de suco de abacaxi sem adoçar 3 a 4 vezes ao dia com o estômago vazio. Recomenda-se realizar em conjunto um jejum moderado.
  • Remédio com romã contra tosse e resfriado: misture metade de um copo de suco de romã fresco e meia xícara de chá de infusão de raiz de gengibre. Adicione 1 colher de sopa de mel. Tome 3 vezes ao dia.
  • Remédio com romã para dor de garganta: despeje uma casca previamente lavada de romã em ½ xícara de água fervendo. Cubra e deixe esfriar. Faça gargarejos com esta infusão várias vezes ao dia.
  • Remédio com romã para combater as rugas # 1: aplique diretamente o suco de romã com algumas gotas de limão no rosto. Execute este remédio três vezes por semana apenas antes de dormir.
  • Remédio com romã para combater as rugas # 2: aplique o óleo de semente de romã nas áreas propensas a rugas.
  • Remédio com romã para curar furúnculos: misture algumas gotas de azeite de mostarda quente com pó de casca seca de romã. Uma vez que se conseguiu uma pasta, aplique mediante uma bola de algodão sobre o furúnculo várias vezes por dia até secar.
  • Remédio afrodisíaco com romã: misture um copo de suco de romã com duas colheres de sopa de mel e uma colher de chá de canela em pó. Tome esta bebida três vezes por semana.
  • Remédio com romã contra o mau hálito ou halitose: mastigue uma colher de sopa de sementes de romã após cada refeição.
  • Remédio com romã para diarreia: ferva cerca de 30 gramas de casca de romã em um litro de água durante 10 minutos. Deixe esfriar e filtre o líquido. Tome duas ou três xícaras desta preparação para se livrar da diarreia.
  • Recomendações

    Verifique ao comprar as romãs que estas estejam pesadas (quanto mais pesem, melhor), devem ter os detalhes vermelhos sobre a pele e terem sido colhidas no seu ponto de maturidade (pois, caso contrário, é provável que esteja muito verde, sem todas as suas ricas propriedades).

    Guarde as romãs em um local fresco, protegido da luz. Conserve por não mais do que um mês na geladeira.