Normalmente as pessoas não prestam muita atenção nem cuidados aos seus pés e inclusive os submetem a vários tipos de situações que podem causar desconforto ou dor, como caminhar com sapatos extremamente apertados ou com saltos altos.

No entanto, é importante observar que os pés são uma estrutura complexa composta por 28 ossos em cada um e com uma musculatura de 107 ligamentos, 31 tendões e 18 músculos.

Tudo isso exige uma administração de nutrientes mediante uma dieta balanceada e, ao mesmo tempo, que lhes proporcione cuidados (como massagens, banhos, entre outros), a fim de evitar a dor, ardor ou irritação.

Leia também: “Dicas de Cuidados com os Pés – Saúde Dos Pés“.

Remédios caseiros para dor no pé

  • Mergulhe os pés em uma bacia de água morna (nem muito fria nem muito quente), onde se adiciona 1-2 colheres de sopa de sal marinho. Em seguida, enxague com água limpa e fresca, seque os pés com pequenos golpes. Em seguida, aplique massagens circulares com um creme hidratante e deslize o polegar com força pelo arco do pé para fazer dissipar a dor.
  • Ferva três xícaras de água durante 10 minutos. Em seguida, adicione sete folhas de hortelã. Retire do fogo. Enquanto ainda estiver quente, coloque esta preparação em um recipiente suficientemente grande para caber os pés. Mergulhe os pés por 5 minutos. Em seguida, enxágue com água fresca.
  • Remédio para dores nos pés: exponha os pés a uma corrente de água quente por um minuto e em seguida com água fria por mais um minuto. Alterne entre quente e frio por 5 minutos. Termine com água fria. Não use este remédio se você tem diabetes ou outros problemas de saúde.
  • Mergulhe, durante cinco minutos, os pés em um recipiente com um pouco de água a qual deve estar quente e onde se adiciona seis gotas de óleo de eucalipto e seis gotas de óleo de alecrim. Movimente os pés dentro da água.
  • Esfregue os pés com água de hamamélis ou vinagre para obter um efeito refrescante que atenua a dor.
  • Aplique uma colher de chá de óleo de rícino em ambos os pés mediante massagens, se além da dor nos pés você sente irritação ou ressecamento excessivo. Esta massagem deve ser feita com movimentos circulares nas plantas dos pés e, em seguida, pressionando firmemente cada dedo desde a sua base.
  • Introduza os doloridos pés em uma bacia com água contendo 15 gotas de essência de hortelã. Este remédio é muito eficaz para os dias quentes de verão. No caso do inverno recomenda-se essência de murta ou gerânio que deve ser adicionada a uma bacia de água morna. (Remédio proveniente da aromaterapia).

Recomendações para pessoa com dor nos pés

Eleve os pés. É aconselhável, depois de um duro dia de trabalho, sentar, elevar os pés e movimentar os dedos para restaurar a circulação.

Caminhe e mude de posição quando está de pé. Se você deve permanecer de pé durante muito tempo, recomenda-se caminhar no local ou alterar continuamente a postura. Você também deve tentar descansar um pé sobre um banquinho.

Mudar a altura dos saltos. Usar sempre sapatos de salto alto aperta os músculos da panturrilha e encolhe os tendões, o que causa tanto dor como fadiga nos pés. Por isso, recomenda-se usar saltos de diferentes alturas durante a semana e inclusive se é uma obrigação usar salto alto no escritório, use calçados de fazer esportes para ir e vir do trabalho.

Cuide das plantas dos pés. Tente utilizar sapatos com solas grossas, almofadadas e absorventes para proteger os seus pés. Substitua as solas ou compre outros sapatos tão logo se desgaste muito.

Utilize palmilhas. Devido ao fato de que os saltos altos fazem os seus pés, ao caminhar, deslizar para frente provocando uma pressão significativa sobre o dedão do pé, aconselha-se o uso de palmilhas nos sapatos para ajudar a manter os pés no seu lugar.

Estique os sapatos. Se ao introduzir as palmilhas nos sapatos, observamos que estas estão apertadas na ponta, pode ser possível esticar o sapato, mediante a colocação de ornas ou jornal dentro deles.

Sacudir os pés. Se durante o dia você sente certa dor ou câimbra nos pés, recomenda-se dar uma boa sacudida, como quando as mãos estão formigando. Primeiro deve-se sacudir o pé. Em seguida, relaxar e flexionar os dedos para cima e para baixo várias vezes. Depois faça o mesmo com o outro pé.

Exercícios ideais para eliminar a dor nos pés

Gire os pés, a fim de remover a rigidez dos pés depois de ter estado muito tempo de pé ou sentado, é necessário sentar-se em uma cadeira, tirar os sapatos e em seguida esticar os pés. Em seguida, faça círculos com ambos os pés movimentando os tornozelos para a esquerda 10 vezes e para a direita 10 vezes.

Ao girar os pés, devem-se apontar os dos pés até em baixo e, em seguida, para o mais alto possível.

Alongue a panturrilha. De pé e descalço, você deve ficar sobre as pontas dos pés por 10 vezes. Em seguida, descanse e faça três sessões a mais, as quais irão reativar a circulação e aliviar a dor ao movimentar os músculos das panturrilhas e dos calcanhares.

Alongue as panturrilhas. De pé, coloque as mãos contra uma parede na altura dos ombros. Então você deve se inclinar para frente e depois voltar a esta mesma distância mantendo em todo momento os calcanhares em contato com o chão.

Revitalizar os pés. Sentado e descalço, deve-se rolar com a planta de cada pé uma bola de tênis, golfe, um rolo de cozinha ou uma lata de refrigerante por 12 vezes de um a dois minutos. Outro exercício para revitalizar os pés consiste no seguinte: sentado ou em pé, espalhe lápis ou bolinhas de gude pelo chão, e em seguida você deve tentar pegá-los com os dedos dos pés.

Deixe que os pés respirem. Se mais do que uma dor o que se sente é ardor nos pés, pode ser devido ao calçado cujo material evita a entrada de ar ou por meias de fibra sintética que retêm o suor. É necessário usar material natural que permita que o pé respire. Também é possível que se produza ardor nos pés devido às reações alérgicas a tinta de meias novas, a tinta dos sapatos ou aos compostos de borracha dos sapatos esportivos.

Procure assistência médica se você tem os seguintes sintomas, já que pode ser um sinal de má circulação, pé de atleta, diabetes, anemia, alterações da tireoide ou outros problemas.

  • Ter uma dor ou ardor persistente e constante nos pés, apesar das massagens e banhos relaxantes tomados.
  • Você não poder colocar os sapatos, já que os pés estão muito inchados.
  • Ter problemas para dar os primeiros passos ao se levantar pela manhã.