Pequenas, mas importantes…

Cada parte do nosso corpo, por menor que seja, está ali por um motivo e tem uma função a cumprir. Tal é o caso das glândulas salivares, que se encontram na boca e, como o nome sugere, se ocupa de produzir saliva, que é essencial para uma boa digestão. Aqui te contamos para que servem e quais doenças podem afetá-las.

Você já reparou que às vezes, literalmente, dá água na boca? Bem, isso é o resultado, entre outras coisas, das suas glândulas salivares, que, como o próprio nome indica, são as que se ocupam de produzir saliva e segregá-la na boca, através de algumas aberturas chamadas dutos ou condutos, mantendo sempre úmida.

A saliva não apenas amolece os alimentos e, desse modo, faz com que seja mais fácil mastigá-los e engoli-los, também tem um papel importante na digestão. Produz várias substâncias incluindo: amilase (uma enzima) que ajuda a certos tipos de açúcares (amido) a começarem a serem digeridos e os converte em maltose e dextrina.

Além disso, a saliva limpa a boca e contém anticorpos que podem matar alguns germes e ajuda a proteger as gengivas e os dentes.

Quando não se tem suficiente saliva aumentam as cáries e a pessoa tem mau hálito (em parte, porque existem mais bactérias).

Na boca, temos três pares de glândulas salivares principais:

  • As glândulas parótidas, localizadas no interior das bochechas, entre a mandíbula e as orelhas, seus dutos se esvaziam no interior da bochecha, perto dos molares da mandíbula superior.
  • As glândulas submandibulares, localizadas no assoalho da boca, seus dutos se esvaziam atrás dos dentes inferiores da frente.
  • As glândulas sublinguais, debaixo da língua, seus dutos se esvaziam dentro do assoalho da boca.

Além disso, temos entre 600 e 1.000 pequenas glândulas salivares espalhadas por toda a boca e garganta, que estão localizadas sob a pele úmida que reveste os lábios e as bochechas superiores, palato, região posterior da garganta, a parte de trás da língua, faringe e seios nasais.

Leia também: “Cinco Doenças da Boca que Aparecem, Se Não Tomar Cuidado“.

Como outras partes do corpo, tanto as glândulas salivares como os dutos podem se irritar ou inflamar, o que pode provocar sintomas como:

  • Boca seca.
  • Mau gosto na boca.
  • Dificuldade para abrir a boca.
  • Dor na face ou na boca.
  • Inchaço da face ou pescoço.
  • Febre.

Estas inflamações podem ocorrer por diferentes distúrbios da glândula salivar, como infecções (produzidas por bactéria ou vírus), obstrução das glândulas e até tumores (em maioria, benignos). Entre eles, por exemplo:

  • Cálculos ou pedras nas glândulas salivares (sialolitíases): se produzem quando se formam pequenas pedras de cálcio, chamados sialólitos ou pedras salivares. Às vezes, essas pedras podem bloquear a passagem de saliva para a boca, causando dor e inchaço. Se esta condição não for corrigida pode causar uma infecção chamada sialadenite.
  • Cistos (pequenas bolsas cheias de pus): podem se formar nas glândulas salivares, se houver uma lesão, infecção ou bloqueio da saliva, causada por uma pedra ou um tumor. Os cistos podem causar dificuldade para falar e comer.

Outros problemas que podem ocorrer nas glândulas salivares podem estar associados com outras doenças, como papeira (uma doença viral que ataca principalmente as glândulas parótidas) ou a síndrome de Sjõgren (uma doença crônica e autoimune, na qual o corpo ataca erroneamente os órgãos que produzem líquidos lubrificantes, incluindo as glândulas salivares na boca e as lacrimais nos olhos, o que provoca boca seca e olhos secos).

O tratamento dependerá das causas do problema. Seu médico te indicará o que é mais conveniente para sua situação. Por isso, não deixe de consultar um médico se você tiver qualquer um dos sintomas que mencionamos acima ou se você tem dúvidas sobre a saúde da sua boca.