Entre as substâncias essenciais para o bom funcionamento do organismo encontramos o magnésio, um mineral que contribui significativamente para o bom funcionamento do metabolismo. No caso das mulheres, ajuda também a controlar as dores da síndrome pré-menstrual e fornece uma série de benefícios durante a gravidez.

O magnésio é o quinto mineral mais abundante no nosso corpo, cuja presença varia entre 21 e 28 gramas. 65% deles se encontra no esqueleto, 25% nos músculos e o restante nos tecidos moles. Considera-se esta substância como essencial para o correto funcionamento do organismo.

Por Que o Magnésio é Importante Para a Saúde?

O magnésio está envolvido em muitas reações metabólicas, tais como a regeneração do tecido muscular, por isso é fundamental para as pessoas que normalmente exercem atividades físicas. Também ajuda a aliviar os problemas intestinais, tais como a síndrome do intestino irritável, e contribui para o relaxamento muscular.

Além disso, favorece a purificação do sangue, eliminando o colesterol dos vasos sanguíneos, mobilizando os leucócitos e impulsionando a produção de anticorpos. Ajuda a prevenir a osteoporose, uma vez que reforça a absorção de cálcio, e também reduz a insônia, por estar estreitamente relacionado com o sistema nervoso.

Da mesma forma que possui uma ação sedativa, está envolvido no processo de produção de energia, ao colaborar na correta transmissão dos impulsos nervosos. O que faz exatamente é facilitar a quebra das moléculas de glucose nos músculos, de modo que permita a criação de novas energias. Este mineral é utilizado também no tratamento de geriatria, porque contribui para a luta contra a doença de Alzheimer.

O magnésio também é essencial na dieta concebida para a perda de peso, porque aumenta a secreção da bílis, o que facilita a digestão de gorduras e a eliminação de toxinas. Também ajuda a regular a evacuação de fezes.

Leia também: “Alimentos Ricos em Magnésio“.

Benefícios do Magnésio Para a Mulher

Quanto às mulheres, o magnésio contém muitos benefícios para o seu organismo. Por exemplo, é um grande aliado para aliviar a dor e os sintomas da síndrome pré-menstrual, reduzindo a inflamação que acompanha este processo.

Também combate a retenção de líquidos que muitas vezes acompanha o ciclo pré-menstrual, e contra outros sintomas como dor nas mamas e inchaço abdominal. Cumpre a mesma função com os efeitos da menopausa, ajudando a reduzi-los.

Diz-se também que o magnésio conta com várias vantagens no período de gravidez. Combate as cãibras musculares associadas a este estado, e reduz a pressão arterial e as convulsões uterinas. Combate a retenção de líquidos e a hipertensão, e previne os nascimentos prematuros, mantendo o útero relaxado.

Também está envolvido no equilíbrio hormonal e ajuda a combater o estresse, mais associado às mulheres do que com homens (muitas vezes devido à maior pressão a que são submetidas em muitos aspectos).

Efeitos da Deficiência de Magnésio

Demonstrou-se que a deficiência de magnésio no organismo pode ser altamente prejudicial, pois está relacionada inclusive com o aparecimento de determinados tumores. A falta deste mineral é evidente em sintomas como cólicas, fadiga, problemas de pele, cabelos e unhas.

Para evitar isso, devemos manter uma dieta rica em magnésio, consumindo alimentos com alto teor desta substância. Os mais notáveis ​​são cacau, frutos secos, cereais integrais, leguminosas, gérmen de trigo e levedura de cerveja.

Em menor medida, podemos citar o peixe, a carne, o leite, os limões, os abacates, as toranjas, os figos, as maçãs e as ameixas. A água também contém uma significativa porcentagem de magnésio.

No entanto, devemos tomar algumas precauções no consumo deste mineral, o que requer supervisão médica em casos de doenças, como a insuficiência renal.