Os aminoácidos são nutrientes formados a base das proteínas e podem ser divididos em aminoácidos essenciais e não essenciais e condicionados essenciais.

Os aminoácidos essenciais não podem ser fabricados pelo corpo, de modo que é necessário sua aquisição, através da alimentação como:

  • Leucina: Envolvido na formação e reparação dos tecido e tecido de cicatrização da pele e dos ossos.
  • Isoleucina: Mantém o equilíbrio de glicose no sangue, está envolvido na produção de energia e na reparação do tecido muscular.
  • Valina: Reparação do tecido muscular e reduz o apetite.M/li>
  • Triptofano: É um antidepressivo natural, que promove o sono e melhora a ansiedade. Veja mais em Triptofano e os Seus Benefícios.
  • Fenilalanina: Mantém níveis adequados de endorfinas, ajuda a reduzir o excesso de apetite e alivia a dor.
  • Metionina: Seu déficit acarreta edema de colesterol e perda de cabelo.
  • Treonina: Ajuda no processo de desintoxicação e participa na síntese de colágeno e elastina.
  • Lisina: Ajuda a prevenir ou tratar herpes e, juntamente com a arginina, aumenta a produção de hormônio do crescimento.
  • Histidina: Ele é o precursor da histamina e melhora a úlcera, artrite reumatoide e alergias.

Os aminoácidos não essenciais podem ser sintetizados a partir dos aminoácidos essenciais ou do próprio organismo, se não forem encontrados nas quantidades apropriadas.

Aminoácidos não Essenciais

Em relação aos aminoácidos que podem ser úteis em determinados momentos da vida, são a taurina ou a cisteína, que são úteis em prematuros ou a arginina servindo em estados de desnutrição ou de recuperação de determinadas lesões, como uma cirurgia, por exemplo.