Você sabia que a desidratação pode afetar muito o nosso desempenho intelectual ou inclusive gerar acidentes laborais que podem colocar em perigo o nosso próprio bem-estar? Água é um elemento essencial para o bom funcionamento do nosso organismo, quer saber o que fazer para combater a desidratação? Então continue lendo.

Um dos problemas que afetam hoje em dia uma percentagem significativa da população é a falta de hidratação, ou seja, a quantidade adequada de água que necessita o nosso organismo para funcionar todos os dias e poder enfrentar os novos desafios que nos impõe a vida com energia e vitalidade.

Especialistas consideram que é essencial ingerir um total de 2 a 2, 5 litros de água todos os dias para dispor de reservas que nos permitam render de forma adequada, tanto fisicamente como intelectualmente.

Lembre-se que estes números procedem, por um lado, dos alimentos, que representam 20%-25% e, por outro, das bebidas com 70% ou 75%, sendo assim esta última mais decisiva.

Não devemos esperar experimentar a sensação de sede para ingerir esse líquido vital, mas ao longo do dia, temos que distribuir a ingestão de água. Não é conveniente tomar grandes quantidades deste elemento de uma só vez, mas sim, espaçá-las no tempo para que o nosso organismo possa assimilá-la.

Um estudo recente publicado na prestigiada revista “Journal of the American College of Nutrition”, liderado pela professora e doutora Ana Adan, da Universidade de Barcelona confirma os efeitos tão prejudiciais que a desidratação pode gerar nas habilidades intelectuais, como a memória e a concentração ou redução do desempenho, para não mencionar os possíveis acidentes no campo laboral.

Neste sentido, todos os estudantes e trabalhadores que se vejam expostos a uma intensa jornada laboral lhes convém que levem uma garrafa de água para que se mantenham hidratados o máximo possível e evitar o cansaço que tais condições podem gerar em seu organismo.

Na verdade, a professora Ana Adan confirmou que uma percentagem significativa de trabalhadores não bebem a quantidade suficiente de líquidos recomendada pelos profissionais da saúde ao longo da sua nova jornada laboral e que, inclusive, chegam ao seu posto de trabalho desidratados. Por outro lado, a doutora também lembra que uma alternativa saudável a considerar para manter em perfeitas condições a capacidade intelectual de concentração, aprendizagem ou memorização, pode se optar pelo consumo de pequenas quantidades de cafeína combinada com glicose como é o caso dos refrescos.

Não se esqueça de cuidar da sua saúde, ela te agradecerá mantendo-se forte, saudável e capaz de prevenir possíveis condições que possam deteriorar o seu bem-estar.