Ao chegar a uma idade avançada, os homens passam por um estágio chamado de andropausa, ao contrário das mulheres, os homens não sofrem sinais nítidos e claros, no entanto, é caracterizada pela diminuição dos níveis de testosterona, esta situação é dada ao atingir os 40 anos de idade.

As mudanças corporais ocorrem muito gradualmente nos homens e são acompanhadas pelas mudanças de atitude e de humor, fadiga, perda de energia, baixo desejo sexual e agilidade física.

Não existe maneira de prever os sintomas da andropausa, não é previsível saber em que idade os sintomas começarão em uma pessoa, os sintomas podem ser diferentes para cada homem.

Estes sintomas podem afetar a sua qualidade de vida e podem causar a sua exposição a outros riscos em longo prazo para esse baixo nível de testosterona, estima-se que 30% dos homens acima de 50 anos têm baixa testosterona, o que é suficiente para causar sintomas ou constituir um risco.

Pode ser prevenida?

  • Se diagnosticado precocemente, faz sentido aplicar um tratamento para reverter ou retardar a sua evolução. Mas ainda não existem resultados concretos sobre a terapia de reposição hormonal em longo prazo.
  • O tratamento consiste em eliminar ou atenuar os sintomas, mas é essencialmente destinado a restabelecer a função sexual, pois há uma clara associação entre os níveis plasmáticos de testosterona e da qualidade e frequência de ereção peniana.

Em muitos casos, a deficiência de testosterona, o envelhecimento, arteriosclerose, reduz o fluxo sanguíneo nos corpos cavernosos do pênis, tornando a vida sexual mais problemática, mas o tratamento também visa aumentar o desejo e manter o vigor.