Alergia ao pólen é uma das alergias mais comuns. Também conhecida como febre do feno. Os sintomas aparecem quando as membranas mucosas entram em contato com o pólen de certas plantas. Isto acontece durante a primavera, verão e outono, quando algumas plantas liberam pólen no ar que respiramos.

Muitas vezes os sintomas são frequentemente confundidos, da alergia ao pólen com um resfriado, mas existem algumas diferenças. Na febre do feno, os sintomas começam imediatamente e continuam enquanto você estiver perto do alérgeno. Seus sintomas incluem congestão nasal (nariz escorrendo ou entupido), espirros, olhos lacrimejantes, coceira nos olhos e peito cheio.

Por outro lado, em um resfriado, os sintomas muitas vezes levam vários dias para aparecer, e desaparecer depois de alguns dias. Resfriados se manifestam por febre, dores generalizadas, nariz entupido, espirros e olhos lacrimejantes.

Os sintomas da alergia ao pólen podem variar conforme a estação, e também vão depender do tipo de plantas que crescem onde você mora.

Recomendações, se seu filho é alérgico ao pólen:

  • Se seu filho é alérgico ao pólen deve evitar uma possível exposição a ele. Para fazer isso, não abra as janelas da casa, apenas abra quando o pólen não estiver no ar, durante a manhã ou à noite, quando o acúmulo de pólen no ar é menor.
  • Nos dias de pólen, não seque roupa ao ar livre, porque ele adere à roupa.
  • Passeios de carro tem que ser feitos com as janelas fechadas. O veículo deve ter um filtro de pólen.
  • Algumas alergias, nem todas melhoram com vacinas. Seu objetivo é acostumar o organismo a tolerar pequenas quantidades de alérgenos. O seu médico terá de realizar estudos se for para tratar adequadamente a alergia com vacinas.

Para mais informações, leia também “Alergias: Tipos e Sintomas”.