A saúde dos olhos é um dos aspectos que mais devemos prestar atenção nos nossos filhos para que possam desfrutar de uma visão saudável e um crescimento adequado. Por essa mesma razão, devemos tomar as precauções necessárias para evitar que essas condições se agravem com o passar do tempo.

Distúrbios oculares como miopia, hipermetropia, astigmatismo ou estrabismo podem, entre outras coisas, dificultar a aprendizagem da criança e dificultar boa parte de suas atividades diárias, como jogar basquete ou fazer caminhadas com os amigos.

Estima-se que quatro em cada dez crianças utilizam óculos ou lentes de contato para desenvolver o seu dia-a-dia. Os olhos dos pequeninos são, neste sentido, mais delicados do que os adultos, uma vez que os cristalinos são mais transparentes do que os dos mais velhos, por isso correm mais risco quando incidem os raios solares.

Durante o verão, a gravidade e os danos das radiações solares, aumenta, afetando a nossa pele e os nossos olhos, se não adotamos as medidas necessárias para a defesa e proteção dos mesmos.

Os problemas derivados da luz solar sobre o nosso organismo se relacionam com a secura dos olhos, sensação de aspereza, conjuntivite, olhos vermelhos e outros tipos de condições, como resultado de ar condicionado, ventiladores ou cloro das piscinas.

A exposição prolongada aos raios solares pode degenerar ao longo do tempo em problemas relacionados à catarata, degeneração macular e outras condições. Por essa mesma razão, como mencionamos nas linhas anteriores, é necessário proteger a saúde dos olhos dos nossos pequenos desde cedo para evitar que o problema em questão possa se agravar quando chegarem a idade adulta, momento no qual já será particularmente difícil encontrar um remédio apropriado. Nestes casos, é sempre melhor adiantar-se ao problema do que sofrê-loe procurar um tratamento adequado.

Atenção ao Sol!

No verão, é recomendável que os pais comprem óculos de sol aprovados, mas que se ajustem as medidas e ao rosto do menor, para protegê-lo do sol em todas as possíveis direções e não se filtrar por nenhum espaço. Os especialistas recomendam óculos de sol que se envolvem, pois, além de proteger os olhos da criança, contribuíram para a defesa da pele localizada ao redor deles.

Em qualquer caso, tais óculos de sol devem ser sempre compostos de determinados materiais. Assim, por exemplo, devem ser confeccionados com base em policarbonatos resistentes a qualquer tipo de impacto e não de vidro, pois sempre serão mais delicados. Da mesma forma, não devem apresentar danos como arranhões ou fenômenos semelhantes.

Além das condições que a luz solar podem causar sobre os nossos olhos ou quando certos problemas visuais nos afetam, seja pela causa que for, o uso de óculos e lentes de contato se torna um complemento necessário para que possam funcionar na vida sem complicações.

Hoje em dia, são cada vez mais crianças que usam lentes de contato para muitas de suas atividades diárias. Entre outras coisas, ajudam a proteger os seus olhos contra o impacto de determinadas partículas ou golpes de bola, além de proporcionar-lhes uma maior segurança quando brincam e correm, sem medo de que possam cair no chão, como os óculos convencionais.

Além de adaptar-se aos problemas de visão dos menores, as lentes de contato são geralmente indicadas para crianças com idade entre 5 e 6 anos. No momento de escolher as lentes, é recomendado que sejam de baixa manutenção, que permitam respirar e oxigenar os olhos e, acima de tudo, sejam fáceis de utilizar.

E você? Costuma prestar atenção devida a saúde dos olhos de seus filhos?