A diarreia é talvez uma das doenças que mais acometem crianças na primeira infância (entre 4 – 30 meses).

No caso dos bebês, não é fácil determinar se eles têm diarreia, já que durante os primeiros meses de vida suas fezes são frequentes.

Para descobrir se tem diarreia, é importante saber que antes de sua aparição, o bebê chora com mais frequência do que o habitual, e não deseja comer.

Talvez, então, logo apresente febre e vômito antes que o bebê comece a evacuar muitas vezes fezes soltas, e inclusive aguadas, de cor marrom esverdeada e cheiro pior do que o habitual.

Depois, o bebê apresenta a barriga inchada, com sons frequentes do intestino e, depois de algum tempo, ela desincha, devido à perda de líquido.

Entre as causas mais comuns de diarreia em crianças estão:

  • Infecções virais (rotavírus).
  • Infecções bacterianas (Salmonella, Shigella, E. coli, Campylobacter).
  • Infecções parasitárias (Giardia).
  • Alergias ao leite ou outros alimentos.
  • Mudanças na dieta (introdução de um novo alimento)
  • Efeitos colaterais dos medicamentos orais (especialmente antibióticos).
  • Intoxicação alimentar (cogumelos, mariscos ou alimentos contaminados).
  • Infecções externas do trato gastrointestinal, tais como as que afetam o trato urinário, vias respiratórias, inclusive o ouvido médio.

Receitas Caseiras para Ajudar na Diarreia Infantil

  • Ferva por 5 minutos, 1 litro de água e quando a água estiver morna, despeje o suco de 1 limão, 1 colher de chá de sal, outra de bicabornato e mais 2 colheres de açúcar. Forneça a criança durante o dia.
  • Lave e descasque duas maçãs. Em seguida, ferva-as em 1/2 litro de água durante 10 minutos. Coe o suco e forneça a criança com frequência durante o dia.
  • Despeje em 10 copos de água 2 colheres de sopa de amido de mandioca, e misture com o suco de um limão pequeno e 1 colher de chá de açúcar mascavo. Forneça este remédio à criança.
  • Despeje uma colher de sopa de erva-doce em 1 copo de água que está fervendo. Cubra e deixe esfriar. Forneça esta infusão para a criança.
  • Lave 100 gramas de arroz em água quente, deixe de molho por três horas, coloque no fogo em uma panela de alumínio e cozinhe até ficar macio, reabastecendo o líquido que evaporar. Após o cozimento, deve colocar um litro de líquido. Deixe esfriar um pouco, amasse bem, coe e adicione uma pitada de sal e uma colher de sopa de açúcar. No primeiro dia que se apresenta a diarreia, divida este mingau em cinco porções. Este remédio é indicado para crianças maiores de um ano, que não sejam alimentadas por leite materno.

Recomendações para Auxílio com Diarreia Infantil

Forneça a criança uma dieta leve. Uma vez superada a diarreia, é necessário iniciar novamente a alimentação com uma maçã ralada ou com uma banana madura, a cada três horas, observando a aceitação. Logo você pode adicionar sopa de cenoura.

Não oferecer leite de vaca ou produtos lácteos. Muitas crianças têm problemas para digerir o leite de vaca quando estão doentes. Isso porque muitas vezes a doença provoca danos superficiais no intestino, o que interfere na produção normal de lactase, a enzima que ajuda a digerir a lactose do leite.

Se seu bebê consome fórmula com leite de vaca, é necessário substituí-lo por um de soja ou um hipoalergênico que não contenha lactose. Se o bebê ainda toma leite de sua mãe, ela deve continuar a fazer isso para o seu fortalecimento.

Leia com cuidados os rótulos das fórmulas infantis. Se você tem misturado de forma incorreta as fórmulas, é necessário revisar com cuidado os rótulos, e certificar-se que suas medidas sejam precisas.

Monitorar a área da fralda. Uma criança com diarreia pode sofrer uma dolorosa irritação do ânus. Isto se deve ao fato de que as enzimas que ajudam a digerir o alimento também estão presentes nas fezes e irritam a área. No caso de aparecer, lave a área com sabão e água corrente para remover as enzimas.

Chame um médico se a diarreia ocorre em recém-nascidos ou crianças com poucos meses. Você também deve ver um médico se a criança tem mais de três anos, e apresenta os seguintes sintomas junto com diarreia:

  • Febre por mais de 24 ou 48 horas.
  • Fezes com sangue.
  • Vômitos por mais de 12 ou 24 horas.
  • Vômitos de cor verde, misturado com sangue ou que se parece com borra de café.

É importante saber que a diarreia pode ser perigosa na medida em que ela aumenta a desidratação (perda de água e sal). Por isso, os pais devem estar atentos para informar o médico imediatamente se tiver algum destes sinais e sintomas:

  • Ter a boca seca e pegajosa.
  • Ao chorar, não produzir lágrimas.
  • Fontanelas afundadas (se for um bebê ou uma criança menor de dois anos).
  • Letargia ou apatia.
  • Olhos fundos.
  • Mãos e pés frios e pálidos.
  • Pele enrugada.
  • Passar várias horas sem urinar.

Para evitar desidratação, os bebês de até 10 kg, com diarreia e vômito, devem receber cerca de 180 ml de líquido por dia para cada kg de peso, enquanto as crianças com mais de 10 kg, devem receber por dia de 60 a 90 ml por kg de peso.

Entre em contato com o médico novamente se a diarreia persistir por mais de três semanas. Você precisa saber que, as crianças de seis meses até três anos de idade que têm diarreia também tem o risco de desenvolver uma doença chamada prolapso intestinal (uma parte do intestino se introduz em outra como resultado da força dos músculos intestinais). Ao menor sintoma, procure imediatamente o médico.