A calvície é um fantasma temido por diversos adolescentes. Segundo as últimas pesquisas sobre temas que envolvem a hereditariedade familiar, um deles seria a perda de cabelo.

Adolescentes que tem pais calvos (carecas) começam a aprender sobre o assunto desde cedo. A alopecia androgenética (calvície hereditária) é uma questão que diz respeito a todos os homens da humanidade.

A população adolescente que está disposta a perder seus cabelos é minoria, ainda mais porque esta é uma fase na qual a autoestima e a autoimagem são expressadas através da imagem corporal.

O que Torna Um Jovem Calvo?

Conhecida como alopecia androgenética, a calvície é uma alteração fisiológica que geralmente acontece em pessoas geneticamente expostas, ou seja, jovens que tenham pais ou avós carecas.

O mecanismo bioquímico no organismo ocorre devido à ação de uma enzima, a 5-alfa-redutase, que converte a testosterona (um hormônio sexual) em uma substância chamada dihidrotestosterona, que, eventualmente impede o crescimento de folículos pilosos, enfraquecendo o cabelo, até que finalmente cai.

Este tipo de alopecia genética começa na maioria dos casos, na adolescência, e em casos de sintomas graves pode ser compatível com a calvície juvenil.

Cabe lembrar que a calvice na junventude pode ser herdada tanto por parentes paternos quanto maternos.

Existem também adolescentes que sofrem com a queda de cabelo devido a exposições a outros fatores como alterações hormonais que geralmente são muito comuns nessa fase da vida, o que produz um aumento na gordura sob o couro cabeludo.

Isto determina uma inflamação conhecida como dermatite seborreica. Em alguns casos, pode resultar em aumento da caspa e queda de cabelo o que é normal. Outro fator que pode interferir, é o tipo de alimento geralmente aliado à dieta para tentar perder peso sem supervisão médica.

A busca desnecessária para caber dentro dos padrões de beleza que a sociedade exige pode piorar a situação.

Considere também que não só pode ser uma deficiência de nutrientes, mas também horas de ingestão de alimentos irregulares, o que é prejudicial para o crescimento do cabelo.

Os jovens estão habituados a comer nos famosos centros de comida rápida, mais conhecidos como “fast food”, as bebidas alcoólicas ou refrigerantes com açúcar em excesso, podem também prejudicar o desenvolvimento do folículo piloso.

Sintomas e Características Desta Doença

Nos homens começa com um processo de rarefação (perda) dos cabelos, que deixa os que restam fracos e produz a sua queda na região frontal da cabeça, formando as famosas “entradas” em ambos os lados da frente.

Neste momento, o jovem tem duas saídas ou aceitar o seu novo visual, que normalmente dá a imagem de envelhecimento ou tentar obter ajuda de um profissional para resolver seu problema.

Na maioria dos casos, pode ser observado que muitas das pessoas com sintomas de calvície juvenis expressam baixa auto-estima, que em alguns casos leva a transtornos de personalidade, fazendo com que o jovem tome decisões que levem ao isolamento e a depressão.