De acordo com um relatório publicado no Environmental Health Perspectives, a umidade acumulada nas paredes, porões e tapetes em casa dobram o risco de desenvolver asma em crianças.

Uma equipe da Universidade de Birmingham (Estados Unidos) analisou a saúde de 2.000 crianças finlandesas com idade entre 1 e 7 anos. Pouco mais de 7% (138) das crianças desenvolveram asma durante o período do estudo.

O estudo identificou um aumento da susceptibilidade à asma em crianças com histórico de alergias. Ele também descobriu que o cheiro de mofo em casa aumenta o risco de asma em crianças, independentemente das suas histórias genéticas.

Crianças que vivem em casas com mofo durante a fase inicial do estudo tiveram duas vezes mais chances que as outras crianças de desenvolver asma nos próximos seis anos, relatam os pesquisadores.

Alergias e Umidade

Crianças expostas ao mofo ou umidade na casa também foram mais propensas a desenvolver outros alérgenos, como o fumo, rapé, pássaros, gatos ou cães.