Benefícios Do Silício Para A Pele, Cabelos, Unhas E Muito Mais

Se você tem menos de uma colher de chá de um mineral no organismo, trata-se de um micro-mineral que você precisa, mas apenas em pequenas quantidades.

No corpo humano, existem várias sustâncias consideradas como micro-minerais necessários e que são: boro, cromo, cobalto, cobre, flúor, iodo, manganês, molibdênio, níquel, selênio, estanho, vanádio, zinco e silício.

Estes micro-minerais são importantes no momento de produzir as diversas enzimas, hormônios e outras substâncias químicas mensageiras que o organismo utiliza a cada minuto do dia.

Benefícios do Silício para a Pele, Cabelos, Unhas e Muito Mais

O iodo é necessário para que a tireoide produza os hormônios, que por sua vez, controlam algumas partes do metabolismo, incluindo o peso corporal.

Alguns micro-organismos, como o selênio são usados para gerar os antioxidantes naturais que protegem contra os radicais livres.

No caso do silício, este ajuda os ossos, cartilagens e tecido conjuntivo, mas como beneficia exatamente o organismo?

Leia também: "Você Conhece Todos os Benefícios do Magnésio? Inclua-o em Sua Alimentação".

Silício: Um Grande Fortalecedor da Pele, Cabelo e Unhas:

É provável que você não encontre silício em seu complemento típico de multivitaminas ou multiminerais. A maioria dos nutricionistas acredita que a dieta satisfaz a nossa necessidade deste mineral menor essencial.

Em alguns mamíferos, o silício afeta uma variedade de substâncias necessárias para saudáveis o desenvolvimento saudável dos ossos, dos vasos sanguíneos e do cérebro, incluindo colágeno, elastina e glicosaminoglicanos.

De maneira específica, ajuda os animais a desenvolver uma melhor cartilagem. Ajuda os ossos a absorver o cálcio, o que é evidenciado por sua presença em torno dos locais de calcificação dos ossos em crescimento.

Os animais de laboratório deficientes em silício desenvolveram anomalias nas articulações, e as pessoas, como sugerem algumas pesquisas podem perder densidade óssea se não consomem o suficiente.

Os epidemiologistas têm notado que existem menos casos de arteriosclerose em áreas com uma maior concentração de silício no abastecimento de água, apenas uma parte da evidência de que o mineral pode ajudar a manter fortes e flexíveis as artérias, sem obstruções. Uma deficiência também pode contribuir para uma hipertensão arterial e a doença cardíaca isquêmica.

O silício é uma barreira contra a doença de Alzheimer?

Pesquisas mais recentes envolvem o silício na absorção cerebral do alumínio, o que poderia influenciar no risco de desenvolver a doença de Alzheimer.

Quando a concentração de silício no solo é baixa, a concentração de alumínio é com frequência alta, e alguns estudos sugerem que pode existir a mesma associação no cérebro.

Sugestões no Momento de Tomar Suplementos de Silício:

A dieta típica proporciona cerca de 30 mg de silício por dia, uma quantidade que o pensamento convencional considera adequada.

Devido ao fato de que a maioria dos alimentos processados quase não têm o mineral, como segurança contra a perda de densidade óssea é recomendado um complemento de 2 mg por dia.

Você pode considerar adicionar entre З a 6 mg ao programa de nutrientes de uma mulher. Em vez de ter que ingerir uma quantidade cada vez maior de pílulas, você pode querer tomar um extrato de cavalinha, uma erva rica em silício que pode ser encontrada na maioria das lojas de alimentos saudáveis.

Outras fontes alimentares incluem maçãs, cereais não refinados, legumes e vegetais de tubérculos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Confira Mais Sobre Esse Assuto