Quando olhamos no espelho e vemos que a cada dia temos os olhos inchados ou as pálpebras superiores caindo devido à passagem do tempo, sentimos que o nosso rosto está envelhecendo.

Para esses casos, os médicos podem nos dar uma solução, corrigindo esta deformidade que é causada porque a gordura infra orbital forma uma hérnia e, assim, a pálpebra incha.

A Blefaroplastia é uma intervenção em que a gordura e a pele em excesso das nossas pálpebras são removidas. Este tipo de cirurgia é muito boa e seu efeito é duradouro, mas é importante saber que depois de um tempo, a pele se enruga com facilidade, por isso é sugerido o uso de cremes especiais para o cuidado e manutenção da elasticidade da pele.

Este tipo de operação pode ser realizado em uma idade precoce, e os resultados serão muito eficazes e os anos não têm afetado significativamente os traços. Mulheres com mais de 35 anos já estão em condições de realizar esse tipo de operação e mais ainda, quando já existe uma inclinação genética para que isso aconteça.

A Blefaroplastia dura entre uma e duas horas, e para isso, a intervenção ocorre na linha natural das pálpebras superiores (somente na parte inferior das guias).

Isto é feito através da separação da pele e do músculo. Após a operação, a ferida é fechada por meio de suturas quase imperceptíveis. Nos casos em que há excesso de gordura é realizada a blefaroplastia transconjuntival das pálpebras inferiores, neste caso, nenhuma cicatriz.

Blefaroplastia – Cirurgia de Pálpebras Conhecida como Blefaroplastia

Normalmente, para este tipo de cirurgia é utilizada a anestesia local, exceto no caso de pacientes muito ansiosos, nesses casos, a anestesia geral é utilizada.

Após a cirurgia, muitos profissionais recomendam um curativo oclusivo por 12 horas ou um dia, isso vai impedir um derrame e evitar a inflamação.

Uma das consequências mais comuns é a conjuntivite, que deve ser tratada através de medicação específica.