Em matéria de estética a ciência avança em passos agigantados, e isso naturalmente é devido à alta demanda de “eterna juventude” que existe hoje em dia.

Cientistas do Instituto Tecnológico de Massachusetts, MIT, criaram uma espécie de segunda pele, fabricada mediante um polímero de silicone que é capaz de imitar as propriedades mecânicas e elásticas da pele saudável e jovem.

Esta inovação batizada como XPL é extremamente fina e imperceptível, é colocada sobre a epiderme e aperta a pele de forma imediata, suaviza as rugas, dissimula as bolsas sob os olhos e melhora a suavidade.

Os pesquisadores estão esperançosos com esta descoberta, a qual vê muito promissora para substituir os tratamentos atuais contra eczemas ou dermatite e proteger a pele das radiações ultravioletas, mas acima de tudo, seu uso mais rentável seria para rejuvenescer de forma temporária o rosto.

“É uma camada invisível que pode proporcionar uma barreira, uma melhoria estética e potencialmente administrar um fármaco localmente na área que está sendo tratada. Essas três coisas juntas realmente poderiam fazer com que esta pele artificial seja ideal para seu uso em seres humanos “, diz Daniel Anderson, professor associado do Departamento de Engenharia Química no MIT e membro do Instituto Koch no MIT para a integrativa de Investigação do Câncer e o Instituto de Engenharia Médica e Ciências (IMES).

Criam Pele Artificial Que Apaga Rugas e Rejuvenesce

De acordo com os resultados que foram publicados na revista Nature Materials, a pele XPL é capaz de apagar quase 10 anos de envelhecimento em um instante. O efeito se vê após dois minutos da aplicação do produto e tem a duração de 24 horas.

Mas esses benefícios não são os únicos, a pele XPL também tem um grande potencial hidratante. Os resultados laboratoriais mostraram que depois de duas horas, o rosto coberto com XPL mostrou uma menor perda de água, dando assim melhores resultados do que os de um creme hidratante.

Cabe destacar que a criação do produto levou um duro trabalho de investigação, antes de consegui-la os cientistas tentaram com centenas de polímeros que possuem a estrutura química chamada de siloxano, uma cadeia alternativa de átomos de silício e oxigênio.

Sem dúvida que esta pele invisível, capaz de reter água e de rejuvenescer, tem um potencial incrível e numerosas aplicações. A pele XPL ainda não se encontra disponível no mercado, mas certamente não demorará muito para ser comercializada.