Nós somos aquilo que comemos e, portanto, a alimentação desempenha um papel importante na nossa aparência física. O que nós levamos a boca, nos passa fatura o corpo, por isso é necessário fazer compras inteligentes de alimentos.

Existem alimentos que consumidos em excesso afetam diretamente a elasticidade e a tonicidade da pele, gerando o aparecimento precoce de rugas e flacidez. É preciso deixar de acreditar que apenas o sol e o tabaco são responsáveis por uma má qualidade na derme, se consumimos estes alimentos desfavoráveis e não tomamos sol ou fumamos, finalmente vamos ter a mesma pele que uma pessoa fumante ou que se expõe ao sol diariamente. Os especialistas elaboraram uma lista negra de alimentos que envelhecem o nosso organismo, vejamos:

Alimentos Que Envelhecem o Corpo:

Refrigerantes açucarados: a ingestão de alto teor de açúcar faz com que as células morram rapidamente, o que acelera o processo de envelhecimento. O melhor é substituir esses por sucos naturais, sem a adição de açúcar refinado.

Gorduras trans: essas gorduras são extremamente prejudiciais. Encontram-se nos alimentos processados, certos sorvetes e padaria industrial. Fornecem calorias vazias e é uma das principais causas das obstruções nas artérias.

O corpo precisa das gorduras, porque ajudam para que a pele tenha uma boa aparência, protegem as membranas celulares dos radicais livres e são essenciais para proteger e isolar o sistema nervoso. Mas têm que ser gorduras saudáveis provenientes do azeite de oliva, abacate ou de coco.

Sal: o consumo excessivo de sal é prejudicial, provoca o aumento na pressão arterial e uma significativa redução na produção de colágeno.

Açúcares: além de ser abundante em refrigerantes, o açúcar está presente em inúmeros alimentos. É um dos principais agentes que causa o envelhecimento prematuro e problemas de saúde, como diabetes.

O melhor é optar por consumir frutas frescas e mel, porque têm açúcares naturais saudáveis para o nosso organismo.

Leia também: “Alimentos Prejudiciais Para a Pele“.

Café: o café pode ser benéfico, se não for tomado em excesso. Quando a dose diária passa do limite recomendado, o café gera desidratação e esta hidrogenação pode repercutir no aspecto da pele.

Álcool: também produz desidratação, mas com maior rapidez. É preciso limitar muito o consumo desta bebida, um copo de vinho é favorável, mais do que isso não convém beber.

Picante: os alimentos picantes não são bons para a pele, dilatam tanto os vasos sanguíneos que geram a sua ruptura, o que não pode ser revertido. O picante está contraindicado para peles com rosácea, e também é preciso considerar que causa a perda de elasticidade, tônus e altera a cor natural da pele.

Carne vermelha: as carnes são necessárias, mas um consumo excessivo é prejudicial, já que ao serem ricas em carnitina podem causar o endurecimento dos capilares e o consequente envelhecimento prematuro.

O recomendável é comer duas vezes por semana, no máximo, e o resto dos dias, substitua com carne de aves sem pele ou peixes acompanhados de vegetais.

Carboidratos simples: gera um alto índice glicêmico, o que promove a perda de elasticidade e tonicidade da pele e dos músculos. O melhor é consumir carboidratos complexos e integrais.

Conservantes: os conservantes artificiais contêm uma elevada quantidade de sulfitos, os que afetam os vasos sanguíneos, causando perda de elasticidade e, portanto, o surgimento de rugas prematuras.