O consumo de brócolis não apenas é bom para a saúde geral, mas também combate os efeitos da radiação ultravioleta do sol, de acordo com um estudo divulgado hoje pela revista Proceedings, da Academia Nacional das Ciências.

Cientistas da Universidade Johns Hopkins observaram que o extrato das sementes deste vegetal, o chamado sulforafano, reduz a vermelhidão e as lesões da pele com o aumento da produção de enzimas que protegem as células da radiação.

Até agora se sabia que o brócolis é rico em carboidratos, vitamina C, vitamina A, potássio, ácido fólico, cálcio e ferro, todos os quais ajudam a combater uma longa lista de doenças.

Também contém antioxidantes e fibras para prevenir o colesterol alto e ajudam a regular o açúcar e insulina no sangue.

Os cientistas administraram o extrato em seis doses diferentes de teste em várias áreas da pele expostas à radiação ultravioleta e condição da pele em comparação com áreas não tratadas.

O Consumo de Brócolis Ajuda a Combater Raios UltraVioleta

Conforme indicado, em doses mais altas, o extrato reduziu a vermelhidão e o inchaço por uma média de 37%, que variaram de oito% para 78%, de acordo com a etnia dos participantes.

Isso é importante porque mostra que a semente de brócolis (extrato) é utilizada com sucesso em humanos, disse o Dr. Paul Talalay, chefe do grupo, que observou que esses efeitos haviam sido confirmados em animais.

Talalay disse que o extrato pode proteger da radiação ultravioleta especialmente as pessoas com problemas no sistema imunológico e que tenham maior risco de câncer de pele.