Muitas mulheres têm expressado sua preocupação, já que vem, a cada dia, que sofrem de uma queda massiva de cabelo ao extremo de desenvolver quase uma calvície feminina, a qual se manifesta especialmente na parte superior central da cabeça (onde aparece linha central que se amplia).

Neste sentido, surgem as seguintes perguntas: Por que ocorre esse transtorno? Quais remédios caseiros e naturais podem ser usados para evitá-la?

É necessário notar-se que, durante os primeiros meses após o nascimento de um bebê, algumas mulheres se angustiam ao perceber que começam a perder o cabelo de forma abundante.

Esse problema se deve geralmente as alterações hormonais. As proporções hormonais do corpo se ajustam radicalmente durante a gravidez. Após o parto, o corpo deve estabelecer um novo equilíbrio.

No entanto, os distúrbios hormonais não se limitam as novas mães. O estresse (grandes mudanças na vida, perda de um ente querido, etc.), menopausa e doenças também podem causar alterações que trazem como consequência a alopecia e até mesmo a calvície feminina.

As doenças sistêmicas costumam alterar o crescimento do cabelo ou alterar a pele do couro cabeludo. Um exemplo são os transtornos da tireoide. O hipertireoidismo (excesso de hormônio tireoidiano) faz com que o cabelo se torne mais fino. Algumas doenças autoimunes também afetam a pele e, potencialmente, o cabelo, especialmente o lúpus eritematoso.

Por último, é importante saber que as deficiências nutricionais também podem causar uma alopecia feminina especialmente os déficits de selênio e zinco. Estes minerais ajudam a função imunológica e a utilização das proteínas que seu corpo precisa para produzir cabelo.

O selênio e o zinco são conhecidos como oligoelementos. Um oligoelemento é um tipo de mineral que o corpo necessita, mas apenas em quantidades muito pequenas. Normalmente as plantas obtêm esses minerais do solo, os animais os obtém das plantas e os seres humanos adquirem as quantidades de oligoelementos que necessitam no café da manhã, almoço e jantar.

No entanto, nem sempre funciona dessa forma. Por exemplo, em algumas áreas dos Estados Unidos, alguns oligoelementos simplesmente não se encontram no solo em quantidades suficientemente elevadas. Portanto, os produtos colhidos não os absorvem. Você poderia ter o que se considera uma "boa" alimentação e ainda assim ter deficiências nutricionais em oligoelementos.

Em seguida, apresentamos vários remédios para a calvície feminina ou alopecia feminina.

Remédios Caseiros Para Calvície Feminina:

  • Tome 1 colher de sopa de óleo de semente de linhaça ou óleo de prímula todos os dias. Este remédio resulta ideal se você sofre de perda de cabelo ou alopecia feminina causada por hormônios, já que as gorduras que compõem estes óleos representam a espinha dorsal de muitas moléculas de hormônio. Estes óleos são ricas fontes de ômega-3 e ômega-6, as gorduras boas que são essenciais para ter uma pele e um cabelo saudáveis.
  • Ferva um punhado de folhas de urtiga em um litro de água por 10 minutos. Deixe esfriar e coe. Realize o último enxágue do cabelo depois do shampoo com esta infusão.
  • Tome infusão de urtiga (uma xícara, uma vez por dia) ou em saladas, já que contém um alto conteúdo de minerais e pode fazer com que seu cabelo se torne muito mais saudável.

Leia também: “Mitos e Verdades Sobre a Calvície”.

  • Aplique, antes de lavar o cabelo, algumas gotas de óleo de jojoba no couro cabeludo e realize suaves massagens com movimentos circulares. Realize este remédio, pelo menos, 3 vezes por semana.
  • Dilua uma colher de chá de tintura de arnica na água e embeba uma bola de algodão. Passe suavemente através de áreas que carecem de cabelo.
  • Realize uma massagem com gel aloe vera no couro cabeludo várias vezes ao dia.
  • Misture 3 gotas de óleo essencial de alecrim com 1 colher de chá de óleo de amêndoa e realize suaves massagens com movimentos circulares no couro cabeludo, especialmente na área em que falta cabelo.

Leia também: “Nova Esperança Contra Calvície”.

  • Realizar massagens no couro cabeludo com óleo de coco ou óleo de emu de preferência antes de lavar o cabelo, já que estimula o crescimento do cabelo.

Recomendações:

• Evite adotar dietas agressivas para emagrecer ou perder peso, já que poderia causar deficiências nutricionais. Evite o uso de penteados que representem um alongamento do cabelo, como o rabo de cavalo que estica o cabelo desde sua raiz e promove a rápida queda de cabelo.

• Para facilitar as transições hormonais, sugere-se dar ao organismo os componentes básicos alimentares necessários para produzir e regular os hormônios. Você pode começar comendo mais alimentos que contenham fito estrógenos, compostos vegetais que imitam as atividades biológicas dos hormônios femininos. Estes alimentos incluem legumes e produtos de soja, como tofu.

• Recomenda-se complementar sua alimentação com alguns minerais e vitaminas importantes. Recomenda-se 150 miligramas de magnésio duas vezes por dia, de 400 a 800 unidades internacionais (UI por sua sigla em Inglês) de vitamina E diariamente e um suplemento diário de vitamina do complexo B que contenha 100 miligramas de B6 e 50 microgramas de biotina. Com estes suplementos você brindará o seu organismo com todas as matérias-primas adequadas.