Um novo estudo ressalta as virtudes do aleitamento materno.

Crianças que são amamentadas exclusivamente durante os primeiros três meses de vida têm um risco menor de doença cardiovascular.

Este estudo europeu, patrocinado pelo Instituto Karolinska, em Estocolmo (Suécia), concluiu que as crianças e adolescentes que receberam aleitamento materno prolongado, têm um risco 6% menor de desenvolver problema cardiovascular, tornando-se um fator importante no controle da obesidade e da saúde cardiovascular.

Poucas mães amamentam nos primeiros três meses, porém de acordo com este trabalho, que envolveu as universidades do País Basco e Granada, os bebês amamentados têm melhores valores de capacidade aeróbica, níveis de colesterol, inchaço ou pressão sistólica.

Para este estudo, os médicos suecos e da Estônia fizeram exames de saúde em 1.025 crianças com idade entre 9 e 10 anos, 971 adolescentes de 15 a 16 anos, em seus respectivos países, cujas mães foram questionadas sobre a amamentação, eles fizeram a análise sangue, e medidas de altura, peso e capacidade aeróbia, exames que recentemente tem sido conhecidos como uma das melhores formas de prever a mortalidade.

Encorajar e Aconselhar as Mães

A pesquisa, publicada nas revistas American Journal of Clinical Nutrition, e Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine, afirma que o máximo de benefícios da amamentação são alcançados dentro de três meses e nenhuma diferença significativa entre o terceiro e o sexto mês de amamentação.

Estudo Sobre Aleitamento Materno Prolongado – Amamentação Prolongada

Há uma desistência muito alta dentro de 15 dias de lactação na Espanha, poucas mães amamentam seus bebês durante os primeiros três meses.

De acordo com a professora de nutrição da Universidade do País Basco, Idoia Labayen, “embora muitas mães tentem, há uma desistência muito alta nos primeiros 15 dias”.

Isso poderia ser resolvido com aconselhamento adequado às mães, que também são forçadas a abandonar o aleitamento materno em três meses porque elas têm que começar a trabalhar.

Benefícios Para o Bebê

Segundo a OMS, podemos falar em até 6 benefícios para o recém-nascido:

  • Amamentação satisfaz as necessidades nutricionais do bebê de até cinco ou seis meses de idade.
  • Ela contém açúcares, proteínas e gorduras nas quantidades necessárias para o crescimento ideal.
  • Tem substâncias defensivas que protegem as crianças e ajudam a combater as infecções.
  • O leite materno é quase sem sal para evitar danos aos rins.
  • Ele contém enzimas que ajudam o processo digestivo.
  • Seu custo é menor do que os artificiais, não exige nenhuma preparação especial e pode ser oferecido aos bebês a toda hora.