Um estudo chinês concluiu que uma melhor mastigação dos alimentos pode reduzir em até 12% a quantidade que comemos. A mastigação parece ter alguma influência sobre os hormônios do intestino e da saciedade. O impacto que isso teria sobre o nosso peso e a nossa saúde é importante o suficiente para que mudemos nossa mastigação.

O estudo, realizado em Harbin Medical University (China) e publicado no “The American Journal of Clinical Nutrition“, foi baseado em um estudo de 30 indivíduos, 14 eram obesos e o restante de peso normal. Em várias experiências, foram orientados a mastigar cada porção de alimento, pelos menos 15 vezes e outros foram orientados a mastigar cada porção pelo menos quarenta vezes. Então se mediu o efeito da duração da mastigação em diversas variáveis, incluindo a quantidade de calorias, a velocidade com que comiam ou o nível de certos hormônios e outras substâncias no sangue. O resultado foi surpreendente.

Em primeiro lugar, observou-se que os indivíduos independentemente de estarem obesos ou não, quando foram instruídos a mastigar mais vezes os alimentos (quarenta vezes em vez de quinze), foi relatado que ingeriram menos alimentos. Diminui-se as calorias em 12%, o que é, sem dúvida, uma quantidade significativa.

Mastigar Bem Emagrece – Coma Menos Mastigando Melhor

Os pesquisadores puderam ver que quanto mais o alimento é mastigado mais aumenta a quantidade do hormônio CCK no sangue dos participantes, um hormônio que tem o efeito de redução do apetite. Pelo contrário, reduzindo a quantidade de grelina, um hormônio que estimula o apetite. O efeito combinado de ambos poderia ser, talvez, a causa da redução de 12% da quantidade que comemos.

Os autores especulam que uma melhor mastigação possa fazer com que os nutrientes dos alimentos cheguem de uma forma mais eficiente ao organismo. Isso levaria a diferentes quantidades na secreção de hormônios que foi mencionado acima. Em qualquer caso, dizem que a melhor mastigação é um método eficaz para combater a obesidade.