Este transtorno de ansiedade e personalidade, pode afetar tanto crianças como adultos. O transtorno obsessivo-compulsivo é caracterizado por uma série de pensamentos, imagens, impulsos ou ideias intrusivas e recorrentes, que produzem preocupação e comportamentos repetitivos, denominados compulsões, para aliviar a ansiedade.

Esse transtorno monopoliza rituais de limpeza, de repetição, de ordem, de comprovação ou de acumulação. Quando estes rituais não podem ser realizados por qualquer que seja a razão, o indivíduo sofre de ansiedade.

As obsessões mais comuns vividas por pessoas afetadas pelo transtorno obsessivo-compulsivo são as seguintes, entre muitas outras:

  • Preocupação excessiva por contaminação ou contrair doenças; obsessões relacionadas à sexualidade; do tipo agressivo em que está sujeito a causar dano a si mesmo ou outras pessoas no ambiente cotidiano; obsessão com a inteligência ou as faculdades mentais; vícios de colecionar ou estar subscrito a determinados arquivos; escrupulosidade excessiva; visões religiosas extremas.

Entre as compulsões mais comuns encontramos as seguintes:

  • Lavar-se continuamente; contar objetos ou até determinado número; tocar; repetir a mesma ação de forma contínua até considerar que está bem feito; rezar; assegurar-se constantemente de ter fechado a porta, de ter fechado a água; ordenar ou acumular.
    Os Sintomas de TOC

Como é uma doença que responde por diferentes manifestações, cada indivíduo requer um tratamento especializado de acordo com suas características específicas. Esta doença pode estar associada com outros problemas do paciente na hora de procurar as causas, portanto, deve ser tratada de forma especializada. Normalmente, as primeiras intervenções estão orientadas para reduzir a ansiedade do paciente.

As causas deste distúrbio não são conhecidas com certeza atualmente. Ele geralmente aponta para certos conflitos intrapsíquicos ou conflitos sexuais reprimidos. Também se considera que pode estar relacionado com traumatismo craniano, anormalidades cerebrais ou outras infecções que pode apresentar o paciente.