Alimentos "saudáveis" Que Não São Tão Saudáveis

Em numerosas ocasiões, temos falado em nosso site de ​​Saúde sobre a importância de consumir alimentos saudáveis que nos ajudem a estar mais saudáveis ​​e seguir uma dieta rica e equilibrada.

Temos visto nos artigos anteriores dicas importantes que deveríamos seguir no momento da comprar, mas, neste particular, queremos nos concentrar em uma série de alimentos “saudáveis” ​​que realmente não são tanto.

É preciso levar em conta no momento de comprar, já que a moda dos alimentos "saudáveis", dietéticos ou 'light' também envolvem uma série de problemas. As empresas se aproveitam da alta demanda por esse tipo de produto e muitas vezes não informam sobre as verdadeiras propriedades e nutrientes que contém.

Alimentos "Saudáveis" Que Não São Tão Saudáveis

Quais alimentos não são tão saudáveis?

Nesta primeira parte falamos sobre cinco alimentos que não são tão saudáveis ​​quanto poderíamos pensar:

- Alimentos rotulados como "baixo teor de gordura" ou "livre de gordura". Muitos fabricantes têm apostado em retirar a gordura dos seus produtos, mas o problema é que foi substituída por grandes quantidades de açúcar para dar sabor. O consumo de gorduras saturadas deve ser moderado sempre, caso contrário geram graves problemas para a saúde. O problema é que o açúcar adicionado para eliminar as gorduras dos produtos é muito mais prejudicial para o nosso organismo.

A maioria dos molhos comerciais para salada e verduras. As verduras são os produtos mais saudáveis​​. No entanto, muitas pessoas acham que lhes falta sabor, por isso costumam abusar dos molhos e temperos comerciais para saladas e verduras, que as convertem em deliciosos pratos. No entanto, o problema é que muitos desses adereços industriais são ricos em ingredientes pouco saudáveis​​, tais como açúcar, óleos vegetais, produtos químicos artificiais e gorduras trans.

- A maioria dos sucos de frutas comerciais. O consumo de frutas é um dos melhores hábitos alimentares que você pode ter. Além disso, é possível recorrer a preparar deliciosos sucos com um ou vários tipos de frutas. O problema é que muitas pessoas compram estes sucos em supermercados, quando, na maioria dos casos, a fruta é o que menos podemos encontrar em sua composição. A maioria destes sucos são fabricados com água, um teor excessivo de açúcar e, além disso, substituem em muitos casos a fruta por produtos que simulam o seu sabor.

Para reduzir o colesterol: os fitoesteroides. Estas moléculas têm uma origem vegetal e inibem a absorção do colesterol. Seus efeitos positivos no sangue de seres humanos têm sido demonstrados através de diferentes estudos. Por esta razão, nos últimos anos tem aumentado o número de produtos que os utilizam e são vendidos para reduzir o colesterol e prevenir doenças cardíacas.

No entanto, outros estudos recentes têm mostrado que, de fato, reduzem os níveis de colesterol, mas o excesso de fitoesteroides também tem efeitos adversos sobre o nosso sistema cardiovascular, chegando inclusive a aumentar o risco de sofrer doenças do coração e morte prematura.

Margarina Anos atrás, a manteiga foi insultada pelas marcas por seu alto teor de gordura. Foi então quando surgiu a margarina, já que parecia ser mais saudável. No entanto, a margarina costuma ser rica em gorduras trans, rica em produtos químicos e óleos refinados, por isso é inclusive mais perigosa para o coração. Assim, em ambos os casos, é recomendado um consumo muito moderado dos dois produtos.

Para mais informações, recomendamos a leitura do nosso artigo: Dicas antes de comprar alimentos "saudáveis".

O que você acha sobre os efeitos dos supostos alimentos saudáveis ​​que não são tanto expostos em linhas anteriores?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto